08/05/2017 às 22h03min - Atualizada em 08/05/2017 às 22h03min

Atendimento de urgência e emergência no Afonso Ramos é tema de requerimento

Redaçao
Internet
O vereador Antônio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (PDT), protocolou requerimento de informações em que questiona o Poder Executivo quanto à conduta e priorização no atendimento de urgência e emergência no Pronto-Socorro Dr. Afonso Ramos.
 
O parlamentar cita o Código de Ética Médica, para destacar como o atendimento deve ser conduzido pelos profissionais de saúde, além de resolução do Conselho Federal de Medicina, a qual define os casos de urgência e emergência. O Parlamentar cita o caso da moradora do Jardim Europa IV, que deu entrada, às 7h de sábado com dor e sangramento no PS e teve confirmado o aborto expontaneo de seu bebe, somente no período da tarde.
 
Carlão ainda questiona quais são os critérios que o PS Afonso Ramos adota como prioritários para o atendimento em serviços de emergência hospitalares e indaga qual é a estimativa de tempo de espera para atendimento nos casos considerados de urgência e emergência, e qual é o primeiro procedimento médico depois dessa avaliação inicial.
 
O vereador pergunta, ainda, quais os procedimentos necessários para que o paciente tenha acesso ao seu prontuário e se o mesmo pode ser solicitado dias após os atendimentos médicos do pronto-socorro. Os critérios para definição e encaminhamento de exames e quais especialidades devem contar, obrigatoriamente, com profissionais nos plantões desse PS são outros questionamentos do parlamentar. 
 
Carlão pergunta, também, qual é o tempo médio de espera para que os pacientes tenham atendimento com especialista e quais são os recursos mínimos que o hospital precisa para poder contar com pronto atendimento. No caso da paciente que perdeu seu bebê, o vereador pergunta qual é a razão da espera de mais de oito horas para a realização de um exame de ultrassom e qual o motivo da mesma não ter o atendimento com um ginecologista. Por fim, o vereador questiona o motivo dessa paciente não ter sido atendida de forma imediata, apesar do sangramento e quais as condutas tomadas pela Administração com relação ao médico que teria agido de maneira negligente nesse caso.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018