18/04/2017 às 11h37min - Atualizada em 18/04/2017 às 11h37min

Presidente da Republica afirma que contribuição para aposentadoria integral cairá para 40 anos

Redação
Internet
A proposta de reforma da Previdência feita pelo governo reduzirá de 49 para 40 anos tempo de contribuição para aposentadoria com salário integral. A confirmação é do presidente da República Michel Temer. “Acabou aquela história de precisar 49 anos para poder se aposentar. [O tempo máximo de contribuição] caiu para 40 anos”, disse Temer em entrevista a uma emissora de televisão.
 
De acordo com a nova regra, explicada pelo presidente na entrevista, o trabalhador poderia se aposentar com 25 anos de contribuição, recebendo 70% do salário.

A partir daí, haveria um aumento progressivo do valor da aposentadoria para cada ano trabalhado. Nos cinco anos seguintes, 1,5% a mais e, a partir dos 31 anos de contribuição, o trabalhador teria um aumento de 2% no valor da aposentadoria.
 
Temer admitiu que o governo poderá propor uma idade mínima para mulheres menor que 65 anos. “Não é improvável que nós tenhamos um tempo de contribuição menor para as mulheres”, disse o presidente.
 
Essas mudanças, nas contas da área econômica do governo, vão tirar R$ 200 bilhões da capacidade de redução do déficit da Previdência. “Pela área econômica, no projeto original haveria, no período de dez anos, uma redução no déficit de R$ 800 bilhões. Com essas negociações que foram feitas, acho que a redução cai para R$ 600 bilhões. A pergunta que se faz é a seguinte: é melhor reduzir o déficit em R$ 600 bilhões ou não fazer nada? Evidentemente que é melhor reduzir o déficit em R$ 600 bilhões”, disse Temer.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018