12/04/2017 às 01h00min - Atualizada em 12/04/2017 às 01h00min

Hortolândia está classificada como zona de risco para febre Amarela

Redação
Internet
A GVE (Gerência de Vigilância Epidemiológica), órgão do Governo Estadual, classificou Hortolândia como área ampliada para risco de Febre Amarela. Todos os moradores poderão ser imunizados contra a doença, independente se vão viajar ou não para áreas de risco. A Prefeitura foi comunicada nesta terça-feira (11) durante reunião na sede da DRS (Diretoria Regional de Saúde), em Campinas.
 
De acordo com o diretor do Departamento de Saúde Coletiva de Hortolândia, Antonio Roberto Stivalle, a cidade entrou para o mapa de risco como área ampliada por fazer divisa com Campinas, onde foi registrada morte de macacos com Febre Amarela.

"A recomendação, a partir de agora, é que toda a população seja vacinada. Não temos registro de morte de macacos, nem de pessoas doentes em Hortolândia, mas a imunização é uma forma de prevenção”, explicou Stivalle.
 
A Secretaria de Saúde fará a vacinação por bairros, priorizando os locais de chácaras. Os primeiros bairros a receberem as doses extras serão os localizados na região da Taquara Branca. “Nestes locais, a vacinação será realizada na própria unidade de saúde”, afirmou o diretor de Saúde Coletiva. A previsão é que a vacina esteja disponível até o final deste mês para esta região.
 
Moradores das demais regiões da cidade também serão atendidos com a vacina gratuita. A meta estabelecida pela GVE é que toda a população esteja vacinada até o final do ano.
 
Vacina de Febre Amarela, disponível das 8h às 12h, nos seguintes dias e locais:
 
2ª feira - UBS Rosolén

3ª feira - UBS Novo Ângulo
4ª feira - UBS Sta. Clara
5ª feira - UBS N. Hortolandia
6ª feira - UBS Amanda

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018