16/03/2017 às 00h31min - Atualizada em 16/03/2017 às 00h31min

Deputado Cauê Macris é eleito presidente da Alesp

Chico Sardelli, compõe a Mesa Diretora como 3º secretário

Redação
Reprodução
Com 88 votos, o deputado Cauê Macris (PSDB) foi eleito, nesta quarta-feira, 15/3 o novo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, para o biênio 2017/2019. Carlos Neder (PT) e Raul Marcelo (PSOL), postulantes ao mesmo cargo receberam dois votos cada um. Ainda na sessão de escolha da nova Mesa Diretora, com 70 votos, o deputado estadual Chico Sardelli (PV) foi eleito 3º secretário.  Assume como 1º secretário Luiz Fernando Teixeira (PT), 2º secretário Estevam Galvão (DEM) e Adilson Rossi (PSB) como 4º secretário.
 
Em seu discurso, Macris agradeceu seus familiares e o governador Geraldo Alckmin e afirmou que a inovação, transparência, austeridade e o resgate da confiança do cidadão na classe política serão a marca de sua gestão no Parlamento paulista. 
 
"Vamos valorizar a produção legislativa que tenha impacto social", adiantou, creditando a valorização do Legislativo à maior participação da sociedade para debater os problemas do Estado. "O trabalho do Parlamento não se resume à produção de leis; temos que restabelecer a relação de convivência com a população", avaliou. 

Macris prometeu inovar na comunicação institucional, valendo-se das novas tecnologias para explicar à sociedade, em palavras simples, o que vêm a ser os procedimentos, atos, pautas, projetos de lei que compõem o que chamou de "complexo legislativo". Ao final, disse que continuará o trabalho iniciado pelo então presidente Fernando Capez, de aumentar a competência legislativa das assembleias, para desafogar o Senado e a Câmara dos Deputados. 

Trajetória

A política na vida de Cauê Macris vem de berço. Seu pai, Vanderlei Macris (PSDB-SP), foi eleito para 7 mandatos consecutivos como deputado estadual, além de presidir o Parlamento paulista de 1999 a 2001. Vanderlei também foi eleito deputado federal e atualmente é o 1º vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados. 
 
Cauê entrou na política aos 16 anos. Com a ajuda de Lila Covas, esposa de Mário Covas, ingressou no Projeto Tucaninhos, destinado a formar futuras gerações do seu único partido em toda a trajetória política, o PSDB. 
 
Em 2002 o tucano chega à presidência da Juventude do PSDB de Americana, sua cidade natal, e também assumiu a vice-presidência da Juventude do PSDB do Estado de São Paulo. Aos 21 anos foi eleito como o oitavo vereador mais votado de Americana e, aos 24, assumiu, por unanimidade, a presidência da Câmara Municipal de sua cidade para o período de 2010 e 2011. Neste tempo, Macris foi o autor da primeira lei do Brasil a proibir o tabaco em locais de uso coletivo e também criador do Estatuto de Defesa e Proteção dos Animais, que defende a posse responsável de bichos de estimação. 

Eleito deputado estadual pelo PSDB aos 27 anos, Cauê Macris apresentou o projeto de lei que pune com multa e até fechamento os estabelecimentos que comercializarem bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes. 
 
Durante os mandatos na Alesp, o deputado foi escolhido, por dois anos consecutivos (2013 e 2014), como relator do Orçamento estadual, o qual garante os investimentos realizados pelo Executivo nos 645 municípios paulistas. Em 2014, foi eleito líder da bancada do PSDB, tornando-se o mais jovem deputado a comandar a maior bancada do Parlamento. 
 
Agora aos 33 anos, Cauê Macris, assume a presidência da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018