19/04/2018 às 09h49min - Atualizada em 19/04/2018 às 09h49min

Gripe: vacinação, riscos da doença e cuidados

Redação
Foto: Divulgação
A gripe se tornou algo corriqueiro na vida de qualquer cidadão. Febres altas, dores de cabeça, dores no corpo, calafrios são alguns dos sintomas já conhecidos da enfermidade. A doença registra milhões de casos por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde, pela fácil adaptação do vírus.

Por ser uma doença de fácil contágio e relativamente comum, muitos não dão a devida atenção e consideram como um problema de saúde bem simples. Porém, casos mais graves podem gerar complicações que colocam a vida do paciente em risco. É importante, portanto, prevenir. Veja a gravidade das doenças provocadas pelos vírus:

Influenza A (H1N1 e H3N2): O vírus H1N1, Gripe A, ou gripe suína (como ficou popularmente conhecido), vitimou inúmeras pessoas infectadas. Em 2016, o número de mortes chegou em 1,9 mil, segundo o Ministério da Saúde. Números que evidenciam a gravidade das infecções.

Já o H3N2, também vírus do tipo A, infectou mais de 47 mil pessoas nos EUA, vitimando diversas delas, principalmente crianças e idosos. A versão do vírus que causou surto no país norte americano já chegou ao Brasil e, segundo o último informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, há casos de infecções causadas pelo H3N2, inclusive com mortes.

Vale ressaltar que esse tipo de vírus é facilmente transmitido. Milhares de viajantes embarcam do Brasil para os EUA, e vice-versa, diariamente.

Influenza B (Brisbane e Victoria): Esse tipo de vírus possui a mesma gravidade da maioria dos vírus do tipo A, a diferença está nos hospedeiros. Essa infecção também pode trazer sérias complicações para as pessoas contaminadas.

Prevenção
Existem diversos cuidados para prevenir a contaminação com o vírus da gripe. Segundo a Dra. Mirian Salvador Assunção, gerente do Laboratório Pasteur, "a vacinação é uma forma extremamente recomendada e eficaz".

O vírus Influenza também se relaciona com uma série de complicações, como pneumonia e doenças cardíacas. Portanto, "ao tomar a vacina, você também previne problemas de saúde ainda mais graves", complementa a profissional.

Ainda, segundo a Dra. Mirian, "é importante ressaltar que apesar de a vacina ser bem segura, em casos de dúvidas, é recomendável consultar um médico para ter certeza se não há nenhuma contraindicação".

Outros cuidados: evite contato com pessoas gripadas, jamais compartilhe objetos de uso pessoal e higienize as mãos com frequência.

Sobre o Pasteur
O Pasteur Diagnósticos, especialista em Análises Clínicas, está há mais de 30 anos, nos cuidados à saúde de seus pacientes. Agora, com novo Centro de Diagnósticos em Americana, trabalha também com vacinas, exames de imagem e cardiológicos. Site: www.labpasteur.com.br

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018