25/05/2017 às 20h28min - Atualizada em 25/05/2017 às 20h28min

Servidores aprovam Proposta de 3,99% de aumento e Cartão Alimentação de 456,85

O Sindicato Municipal dos Servidores Públicos de Santa Bárbara d’ Oeste realizou hoje (25) a votação da proposta apresentada pelo poder executivo sobre o dissídio coletivo dos servidores municipais.

Redação
Divulgação/Internet
O Sindicato Municipal dos Servidores Públicos de Santa Bárbara d’ Oeste realizou hoje (25) a votação da proposta apresentada pelo poder executivo sobre o dissídio coletivo dos servidores municipais. Foram apresentadas aos servidores três propostas e com a apuração da votação de 1257 servidores, que nesse ano receberam as urnas no local de trabalho, sem necessidade de comparecimento em assembleia. Entre as propostas apresentadas aos servidores a primeira proposta, que oferecia redução na jornada de trabalho de 42,5 horas/semanais para 40 horas/semanais e reajuste de até 27% no cartão alimentação, passando dos atuais de R$ 439,00 para R$ 561,00 sem aumento real nos salários, recebeu 447 votos. A proposta vencedora com 612 votos favoráveis oferecia reajuste salarial de 3,99% parcelados em três vezes, sendo: 1% em maio (pago no salário de junho), 1% em setembro e 1,99% em dezembro o cartão alimentação passará dos atuais de R$ 439,00 para R$ 456,85 além da redução de jornada. A terceira e ultima proposta que obteve 181 votos era de recusa das propostas anteriores e inicio de nova rodada de negociação. Os servidores não ficaram contentes com as propostas de início, mas votaram na melhor opção segundo entendimento da maioria. O Presidente reforçou que a proposta não é a proposta que o sindicato gostaria de oferecer ao servidor uma melhor oferta, e que as negociações tiveram início em março “O Sindicato é criticado por Vereadores e pelos próprios servidores, mas os mesmos optaram pela proposta 2, que muito aquém do queríamos. Ficamos felizes pelo fato de ter a participação de 1257 servidores. A negociação em relação ao salário e vale alimentação só dependem dos tramites do executivo e do legislativo, porém as questões referente a redução da jornada de trabalho deve ser feita por outras vias.” Completou Walmir Silva. A Administração municipal deve enviar a câmara para apreciação e aprovação e fazer a medida de forma retroativa já que a folha de pagamento tem fechamento antes da data da próxima sessão.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018