12/05/2017 às 15h39min - Atualizada em 12/05/2017 às 15h39min

Suzane von Richthofen sai da prisão com indulto do Dia das Mães

Redação/g1
Internet

Suzane von Richthofen, 33, foi condenada em 2002 por matar seus pais e por apresentar bom relacionamento dentro da prisão, nesta sexta-feira (12) recebeu o benefício de saída temporária do Dia das Mães.
 
Por volta das 8h, ela foi recebida fora da Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, no Vale do Paraíba, com um abraço e um beijo do namorado, Rogério Olberg, de 38.
 
Suzane informou à Justiça o endereço da família do namorado, na cidade de Angatuba, aproximadamente a 210 quilômetros da capital paulista, onde permanecerá no período de liberdade provisória.
 
Condenada à 39 anos de prisão, Suzane tem até a próxima quarta-feira (17) para voltar a Penitenciária, junto as demais detentas. Esta é a terceira saída temporária de Suzane. No ano passado, ela foi liberada na Páscoa e também no Dia das Mães.

Centenas de presos em todo o estado de São Paulo devem deixar as prisões onde cumprem pena para passar o Dia das Mães em casa. Esse é um "privilégio" concedido aos detentos com bom comportamento, que cumprem sua pena em regime semi-aberto. Fora da prisão, eles não podem sair da cidade e nem ficar nas ruas após as 19h. Caso, o preso não retorne à unidade prisional até a data marca, é considerado foragido, e quando capturado, cumprirá sua pena em regime fechado.
 
Suzane e os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos de Paula e Silva foram condenados em 2006 pela morte dos pais dela, o engenheiro Manfred e a psiquiatra Marísia, em 2002.À época do crime, Suzane tinha 19 anos e mantinha um relacionamento com Daniel.


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018