11/05/2017 às 11h28min - Atualizada em 11/05/2017 às 21h28min

Mesmo irregular UBER funciona em Santa Bárbara

Redação
Internet

Desde a última segunda-feira(8), o aplicativo de transporte individual de passageiros UBER está em funcionamento, em Santa Bárbara d’Oeste e vem gerando muita dor de cabeça aos taxistas que estão devidamente regularizados na cidade.
Na Câmara Municipal está em tramite dois Projetos de Lei, um de autoria do vereador Carlão Motorista que visa regularizar o serviço em todo território barbarense e o do vereador Isac Motorista que visa proibir a atividade.
 
Na última terça-feira(9) um grupo de taxistas esteve no Legislativo Barbarense para denunciar o aplicativo na cidade. Representando a categoria, Fernando Godoy, disse que a intenção da categoria foi solicitar apoio do vereador Isac para que seja proibido o Uber na cidade e, citou como exemplo Americana que já conta com lei municipal nesse sentido. “Americana já conta com essa lei que proíbe o Uber na cidade e com o aval da Prefeitura os taxistas são os fiscais. Nossa categoria reivindica o mesmo para Santa Bárbara”, explicou Godoy.
 
Segundo o taxista o Uber prejudica o trabalho da categoria que vai perder passageiros, e aponta irregularidades. “Hoje nossa categoria paga uma taxa anual de R$ 344,52 para a Prefeitura, mais ISSQN de R$ 140,00, entre outras taxas. Para podermos trabalhar na cidade precisamos estar com essas contas em dia, ai chega o Uber com a metade do preço, sem regularização, sem pagar nada, isso é muito injusto”, destacou Godoy.
Sobre a fiscalização, Godoy afirmou que os taxistas procuraram o setor de Fiscalização da Prefeitura para denunciar o caso, mas não conseguiram ser atendidos.  “Se a Prefeitura não tem condição de coibir esse serviço, então que deixe nossa categoria trabalhar sem essas cobranças absurdas, pagamos e não temos nenhuma retaguarda”, frisou alegando ainda que são valores altíssimos se comparados com outras cidades da região. “Limeira é um exemplo, lá a Prefeitura cobra uma taxa de apenas R$ 20,00”concluiu. 
Hoje em Santa Bárbara estão cadastrados 80 taxistas. Por unanimidade eles entendem que com o UBER será inviável continuar.
 
O vereador Isac é autor do projeto de lei 37/2017 que proíbe o Uber na cidade. Ele defende que Santa Bárbara é uma cidade pequena pelo número de taxistas que possui e que não há campo de trabalho para os taxistas e Uber. “O aplicativo interfere também no transporte público, em que os passageiros de ônibus procuram pelo aplicativo e com isso cobradores e motoristas estão perdendo emprego. Além disso os passageiros do Uber não tem segurança nenhuma” afirmou.
 
Na próxima terça – feira haverá uma reunião para discutirem sobre a realização de uma audiência pública para discutir sobre esse serviço.
 

Ao ser questionada pela reportagem do Portal Atualidade a assessoria de imprensa da Prefeitura, disse que hoje não existe lei no município que proíbe o UBER. Existem dois projetos de lei tramitando na Câmara, um a favor e o outro contra. O assunto será discutido para encontrar a melhor solução.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018