25/03/2019 às 13h07min - Atualizada em 25/03/2019 às 13h07min

Joel do Gás é escolhido relator da CEI em Santa Bárbara

Investigação proposta pelo tucano Dr. José vai investigar atrasos no pagamento dos servidores municipais

Beto Silva
Portal Atualidade
Os vereadores membros da CEI (Comissão Especial de Inquérito) que vai apurar irregularidades nos pagamentos dos servidores municipais de Santa Bárbara d’ Oeste se reuniram nesta segunda-feira (25) para definir a relatoria da investigação. Por três votos, Joel Cardoso, o Joel do Gás (PV), foi escolhido para ser o relator da comissão. Votaram no verde, Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PR), Edivaldo Meira, Batoré (Solidariedade) e ele próprio.
 
Em entrevista ao Portal Atualidade, Joel disse que os trabalhos de investigação já tiveram início com a solicitação de documentos à administração municipal. “Já começou, pedimos os documentos para a administração, o prazo é de dez dias a partir do recebimento do ofício. Assim que for enviado os documentos vamos marcar uma nova data para análise dos mesmos”, afirmou.
 
Questionado se o fato de  ser da base de sustentação do prefeito Denis Andia (PV) possa atrapalhar a produção do relatório, Joel descartou  a influência do Executivo no processo investigativo. “Acredito que o relator é uma peça da CEI tão importante como os outros membros, vamos fazer um trabalho sério. Meu relatório será feito junto com todos os participantes da CEI”, afirmou. “A questão de eu ser Partido Verde não interfere na minha atuação junto com os outros quatro membros”, acrescentou.
 

A CEI foi proposta pelo tucano José Antonio Ferreira, o Dr. José, para esclarecer os motivos do parcelamento e do atraso no pagamento dos salários dos funcionários da prefeitura. O autor do requerimento é o presidente da comissão. A designação dos membros da CEI respeita as indicações dos partidos, conforme a proporcionalidade de cada bancada no Legislativo. A comissão terá prazo de 90 dias para efetuar a investigação. 
  
A última CEI instaurada na Câmara barbarense ocorreu em dezembro de 201 e apurou possíveis irregularidades no processo de intervenção do transporte público, durante o período de concessão à Viba (Viação Barbarense), e possíveis irregularidades da gestão do contrato com a empresa Sertran. Depois do prazo de investigação, um relatório apontando supostas irregularidades nos referidos contratos foi encaminhado ao Ministério Público.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018