22/03/2019 às 13h10min - Atualizada em 22/03/2019 às 13h10min

Setor aponta expectativa positiva para vendas na Páscoa 2019

Foram gerados 18 mil empregos diretos em todo país e aumento na produção de chocolate

André Luis Cia
Divulgação
A menos de um mês da Páscoa, a ABICAB (Associação Brasileira das Indústrias de Chocolates, Amendoim e Balas), divulgou um levantamento no qual foram apontadas a geração de mais de 18 mil empregos este ano, tanto em fábricas quanto em pontos de venda. Em 2018, foram criados 23 mil empregos temporários. Apesar da diminuição no número de postos de trabalho, o setor está otimista para este ano. No ano passado, o setor de chocolates (não apenas Páscoa), faturou R$ 13,3 bilhões no Brasil, segundo dados do Euromonitor.
De acordo com o presidente da ABICAB, Ubiracy Fonseca, o mercado de chocolate voltou a ganhar penetração nos lares brasileiros com maior consumo de ovos e figuras de Páscoa, como também de produtos regulares. “Estamos confiantes. A indústria tem amplo portfólio que agrada todos os perfis dos brasileiros", justificou.
 
Questionado sobre a queda na geração de empregos de um ano para outro, a assessoria de imprensa da ABICAB informou por e-mail que: “ Isso se deve porque o consumidor vem apresentando um novo comportamento de compras, já entende a dinâmica da disposição dos ovos de Páscoa no varejo e, com isso, tem grande independência na hora da aquisição do produto. Além disso, essa autonomia influencia diretamente na dinâmica das vendas e na contratação de mão de obra. A indústria está se adequando ao novo perfil do consumidor”, finaliza a nota.  
Em 2018, foram produzidas mais de 11 mil toneladas de ovos e produtos de Páscoa, número 26% maior que o registrado em 2017. Os números deste ano ainda não estão consolidados porque as indústrias estão em processo de produção.
 Com relação aos preços dos produtos, a ABICAB informou que não possui acesso a estas informações e que cada associado tem sua própria estratégia de posicionamento. Além disso, justificou que o varejo também tem sua política de precificação. 
 
Fonseca alegou ainda que outro indicador do desempenho positivo da indústria em 2018, e que reforça o otimismo para este ano, foi o aumento de 6,5% na produção de chocolate, totalizando 671 mil toneladas de chocolates, incluindo os achocolatados em pó.
 
REPRESENTANTE Fundada em 1957, a Abicab representa os principais fabricantes de Chocolate, Amendoim, Balas e derivados do País junto às esferas pública e privada, no Brasil. A indústria brasileira nestes setores fatura cerca de R$ 26,4 bilhões e gera mais de 42 mil empregos diretos. A entidade, que representa atualmente 92% do mercado de chocolates, 93% do mercado de balas e confeitos e 62% do mercado de amendoim, tem como objetivo central implementar ações de valorização, promoção e fomento dos mercados internos e externo nestes setores.
 

 REGIÃO-  As duas maiores redes de varejo da região, os Supermercados São Vicente e o Pague Menos, foram procurados pela reportagem para comentar as expectativas de vendas, preços, e se houve geração de empregos em suas filiais, mas não retornaram à reportagem. No Pague Menos, a alegação dada pela assessoria de imprensa foi de que o porta-voz da empresa não poderia dar retorno hoje em função de outros compromissos. No São Vicente, não houve nenhum retorno.
 
 
 
 
 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018