10/12/2018 às 12h40min - Atualizada em 10/12/2018 às 12h40min

Bebê de 11 meses morre em S. Bárbara e família acusa de negligência médica

Caso ocorreu no Pronto-Socorro (PS) Dr. Edison dos Santos Mano

Foto: Reprodução/ Enviada pela família
Lucca Vinycius Barbosa Gonçalves, de apenas 11 meses, faleceu na manhã de ontem (09) no Pronto-Socorro (PS) Dr. Edison dos Santos Mano, em Santa Bárbara d’ Oeste. O médico que atendeu a criança afirma que ele teve morte natural, mas a família alega negligência médica. Segundo eles, Lucca foi atendido no local no sábado (08), quando estava com febre e vomitando, mas mão foi medicado.

Um Boletim de Ocorrência (B.O.) sobre o caso foi registrado. No documento é relatado que o bebê foi levado ao PS, por volta das 20h, onde foi realizado um exame de sangue, sendo liberado às 22h.

“Ontem a gente foi lá pegar os exames. O menino já não estava muito bem. O médico o pegou, levou para a sala de emergência e tirou os responsáveis de perto. Ele começou a chamar um monte de médico. Depois de cinco minutos, ele vem e fala que o meu sobrinho entrou em óbito. Que ele vomitou e engoliu o vômito. Nós pedimos os papéis e os prontuários, mas ele negou. Falou que isso era sigilo do hospital”, relatou Felippe Müller, tio de Lucca. A criança faleceu às 9h de ontem (09).

O tio conta que em seguida a família seguiu para a delegacia.  Segundo ele, o delegado teria estranhado o fato de o PS dar um xerox ao invés do documento original para registrar o B.O.
“Era para meu sobrinho ter chegado 21h no velório. Não chegou porque o médico negou a autópsia. Ele falou que foi uma morte natural. O delegado então entrou no caso e conseguiu uma autópsia “por fora”. O resultado deve sair em 45 dias”, declarou Müller.

De acordo com o tio, será velado no às 13h no Cemitério do Cabreúva (Campo da Paz), em Santa Bárbara d’ Oeste, e será enterrado às 17h no Cemitério do Parque Gramado, em Americana.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

A Prefeitura de Santa Bárbara, em nota envida pela assessoria de imprensa, declarou que o paciente foi levado pelos pais ao pronto-socorro "Dr. Edison Mano" no sábado (8) à noite, sendo prontamente atendido. "Durante o atendimento realizado pelo médico, o paciente apresentava condições normais, sem febre, hidratado e ativo, com respiração e batimentos cardíacos normais, não havendo diagnóstico de alterações clínicas em seu estado de Saúde. Mesmo sem alterações clínicas, por cautela, o médico que atendeu o paciente solicitou exames. Por não apresentar alterações clínicas, em concordância com o pedido dos pais, o paciente foi liberado sob a orientação médica de retorno na manhã seguinte ou em caso de qualquer alteração em seu quadro.Na manhã do domingo (9), o paciente retornou ao PS já com alteração do quadro respiratório, sendo prontamente atendido novamente. O atendimento foi prestado por uma equipe composta por cinco médicos, sendo dois plantonistas e três pediatras da Santa Casa / Hospital Santa Bárbara. Ressalta-se que o resultado do exame hemograma confirmou o que foi apontado no atendimento médico - não apresentou alterações relacionadas à doença infecciosa. Apesar de todo o esforço da equipe médica, o paciente não resistiu e veio a óbito."
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018