02/08/2018 às 12h20min - Atualizada em 02/08/2018 às 12h20min

Dr. José declara que S. Bárbara tem menos da metade das vagas de UTI necessárias

“E se tivermos um acidente na SP-304 e precisarmos de 20 vagas de UTI? Como vamos fazer? Essa é a realidade do Brasil”, declarou o parlamentar.

Luis Capucci - redacao@portalatualidade.com.br
Foto: Reprodução/ Facebook
O vereador José Antônio Ferreira, o Dr. José (PSDB), declarou na sessão da Câmara Municipal da última terça-feira (31) que Santa Bárbara d’ Oeste tem menos da metade das vagas de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) que seriam necessárias.


De acordo com o parlamentar, que é médico, o ideal seria que uma vaga de UTI para cada 10 mil habitantes. Atualmente, Santa Bárbara tem a aproximadamente 191 mil habitantes e conta com 8 vagas na Unidade de Terapia Intensiva. Segundo o Dr. José, seria ideal que o município tivesse no mínimo 19 vagas.

“E se tivermos um acidente na SP-304 e precisarmos de 20 vagas de UTI? Como vamos fazer? Essa é a realidade do Brasil”, declarou o parlamentar. O vereador baseou a sua fala em uma matéria da imprensa regional, publicada no último final de semana, que relatava que o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva infantil era insuficiente em toda a Região de Campinas.   

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo foi procurada e declarou que a questão envolvendo o aumento de vagas na UTI seriam de responsabilidade das três esferas de poder.

Através da assessoria de imprensa, o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Campinas informou que há 208 leitos SUS de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do tipo Adulto para atendimento na região de Campinas, que abrange o município de Santa Bárbara d'Oeste. De acordo com o órgão, o número de leitos está acima a quantidade determinada pela portaria federal que estabelece os parâmetros assistenciais no âmbito do SUS.

O Ministério da Saúde, em nota, afirmou que concentra esforços na expansão de leitos para atender os casos mais graves e complexos, sendo que em dez anos, o número de leitos de UTI teria aumentado 671%: passou de 2.786 em 2008 para 21.483 em 2018.

Em relação ao número de leitos gerais de internação, o Ministério declarou a tendência mundial é desospitalização e que segue um padrão internacional nesse sentido.

A Prefeitura de Santa Bárbara, até o fechamento dessa matéria, não respondeu aos questionamentos do Portal Atualidade.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018