16/03/2018 às 09h46min - Atualizada em 16/03/2018 às 09h46min

Realizado só por mulheres, WME chega à 2ª edição

- redacao@portalatualidade.com.br
Agência Estado
No WME 2017, Marina Lima foi a madrinha do evento. Foto: Divulgação
Claudia Assef, criadora do Women’s Music Event na companhia de Monique Dardenne, celebra ainda o resultado positivo e orgânico da premiação organizada por elas, no fim do ano passado, feita por mulheres e para mulheres, que repercutiu entre artistas e indicadas. Nomes como Elza Soares, Preta Gil e Pitty levaram a marca da WME para seus seguidores nas redes sociais e para a TV. 

O WME também é uma convenção de música e, nesta sexta-feira, 16, e sábado, reúne 90 mulheres em conferências, shows, festas e workshops no Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000, Liberdade). Ali, os ingressos para a programação dos painéis e networking custam R$ 40. Os shows realizados no CCSP, de artistas como Alice Caymmi, Flora Matos, Luiza Lian e Far From Alaska, são gratuitos.


A programação também inclui festas com shows. Na sexta, no Jazz nos Fundos, com Nina Becker e Luedji Luna; no sábado, no Clube Jerome, com Marina Dias, Paula Chalup; e, no domingo, 18, será organizada uma festa de encerramento gratuita no House of All, com Bloco Pagu, Drik Barbosa (no seu primeiro show depois do lançamento do EP Espelho), Lurdez da Luz, Mariana Mello, Clara Lima, DJ Mayra Maldjian e Karol Conka. 

"Ficamos impressionadas como existia uma demanda para um evento como esse", explica Assef, também jornalista. "O que querermos é agregar".

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018