07/03/2018 às 11h35min - Atualizada em 07/03/2018 às 11h35min

ONG de Proteção Animal filma senhoras abandonando gato dentro de caixa em Santa Bárbara

Amanda Sabino - amanda@portalatualidade.com.br
Foto: Reprodução vídeo / Equipe SOS ANIMAIS
Na tarde de terça-feira (06), voluntárias da ONG SOS ANIMAIS, de Santa Bárbara d’Oeste, flagraram e filmaram duas senhoras jogando uma caixa num terreno baldio com um gato dentro. De acordo com as voluntárias, que registraram um Boletim de Ocorrência sobre o caso, após o ato as duas mulheres confessaram a atitude, mas alegaram que o animal não pertencia a elas.
 
O caso aconteceu na Vila Lola, próximo à sede da ONG. Desconfiada da atitude de duas idosas, que carregavam uma caixa com um pano em cima, uma veterinária da instituição decidiu segui-las de longe. Ao chegarem numa área verde, nas proximidades da linha do trem, as mulheres pararam e esperaram os carros passarem pela rua, olhando ao redor para se certificarem de que não havia ninguém por perto. Então, uma das mulheres tirou o pano que cobria a caixa e a outra adentrou a área e arremessou a caixa com força no meio do mato. Após a atitude, as duas saíram do local rapidamente, com passos apressados, conforme mostra o vídeo.    
 
De acordo com a advogada e voluntária da ONG, Kátia Ferrari, imediatamente ela e outra voluntária foram até a casa das mulheres e questionaram sobre o que estaria dentro da caixa. Irritada, uma das senhoras disse que se tratava de um gato, que pulou o muro e estava subindo em seu sofá.
 
Ao ser indagada sobre o motivo da ação, a mulher alegou que o gato não era dela e que alguém teria deixado ele na frente de sua casa. Ela também ofendeu as voluntárias e se negou a ir com elas na área onde a caixa foi jogada.
 

A Polícia Militar foi acionada pelas voluntárias e foi até o local da ocorrência, porém informou que não poderia ser registrado um Boletim de Ocorrência (BO) no local, sendo necessário a ida até o plantão policial. As protetoras solicitaram, então, que os militares fossem até a casa das mulheres para coletar os dados delas e, posteriormente, foram ao plantão com os dados em mãos e registraram o BO.
 
A ocorrência está sob investigação do delegado do 1º DP do município, que, além do BO, recebeu os vídeos gravados pelas voluntárias, um dos quais, inclusive, mostra a mulher admitindo o crime.   


“Sabemos que não é a primeira vez que crimes como esse ocorrem, mas dificilmente as pessoas conseguem provar e identificar quem comete essas atrocidades contra os animais. Porém, quando isso ocorre, como neste caso, é necessário registrar um Boletim de Ocorrência para que se possa punir, legalmente, as pessoas que praticam esse tipo de crime contra os animais, independentemente se esses animais pertencem ou não a elas. Só assim conseguiremos fazer com que as pessoas saibam que há lei para isso e parem com esse tipo de atitude”, concluiu Kátia.
 
O gato não foi encontrado pelas protetoras e as duas mulheres devem responder, agora, pelo crime de abandono de animais, sob penalidade de multa.



 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018