05/04/2017 às 22h21min - Atualizada em 05/04/2017 às 22h21min

Governo Brasileiro desobriga segunda dose da vacina contra Febre Amarela

Redação
Ilustrativa
Mesmo com os inúmeros casos de febre Amarela registrados em todo território Nacional, o governo brasileiro decidiu adotar orientações internacionais e recomendará, a partir de agora, apenas uma dose da vacina contra a doença durante toda a vida. As pessoas que já se vacinaram enquanto bebês e têm a carteira com a comprovação, ficam desobrigadas a tomar a dose de “reforço”, após os 10 anos.
A medida começa a valer neste mês e se adapta a estudos feitos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que atestam a eficácia da dose única.

Em 2014, a OMS já havia recomendado a mudança, mas o Ministério da Saúde entendeu na época que eram necessários mais estudos para adotar o protocolo. “Quem já tomou alguma dose, não precisa mais se vacinar”, garantiu o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
 
O governo anunciou também a decisão de contar com o fracionamento da vacina para momentos de epidemia. O objetivo é conseguir imunizar maior número de pessoas em casos emergenciais.
 
Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Carla Domingues, caso a medida seja adotada, um frasco com cinco doses poderá vacinar até 25 pessoas. Embora a resposta seja a mesma (as doses padrões causam o efeito desejado em 97% dos casos), a duração da eficácia ainda não pode ser garantida.
 
Atualmente, as pesquisas em andamento indicam que os cidadãos vacinados com a dose fracionada ficam imunizados pelo período de até um ano. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018