16/01/2018 às 10h29min - Atualizada em 16/01/2018 às 10h29min

Casos de dengue caem 95% em S.Bárbara

Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste
Foto: Divulgação
Os casos de dengue despencaram em Santa Bárbara d’Oeste. Em 2017, a Prefeitura realizou diversas ações no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela urbana. Por meio dos vários serviços realizados, foi possível reduzir em 95% o número de casos positivos de dengue no município em comparação ao ano anterior. Em 2017 foram registrados apenas 13 casos contra 258 em 2016. 

Durante todo o ano a Secretaria de Saúde realizou mais de 216 mil ações de combate ao Aedes aegypti, por meio do Programa de Prevenção e Controle das Arboviroses, coordenado pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Foram realizadas 140 mil visitas domiciliares, 24,5 mil visitas para vigilância e controle do vetor, 27,3 mil ações de nebulização, 12,8 mil visitas para levantamento de índices de infestação (breteau), 2,3 mil visitas em pontos estratégicos e 174 visitas em imóveis especiais. Além disso, foram quase 9 mil amostras analisadas no laboratório, para identificação das larvas coletadas.

“As ações de controle do mosquito Aedes Aegypti são ininterruptas na nossa cidade, durante todos os dias do ano. Essa redução nos casos de dengue é fruto deste trabalho incessante, realizado não apenas pela Secretaria de Saúde, mas por toda a Administração Municipal, contando com crescente apoio da iniciativa privada e principalmente da população, que tem entendido o seu papel nesse processo contínuo de identificação e eliminação dos focos do mosquito. Por meio destas ações intersetoriais, esperamos em 2018 reduzir ainda mais o número de casos das doenças em Santa Bárbara”, pontuou a secretária de Saúde, Lucimeire Cristina Coelho Rocha.

Além das ações rotineiras de combate ao vetor, no último ano foram realizadas duas edições da Campanha “Todos Juntos Contra o Aedes aegypti”, promovida pela Prefeitura em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde. Por meio desta iniciativa, foram visitados aos sábados mais de 30 mil imóveis, além de pouco mais de 4 toneladas de possíveis criadouros recolhidos. Outra ação pioneira foi a adoção de tablets, em substituição às planilhas manuais, durante as visitas dos agentes de controle de endemias para o registro das ações. A medida possibilita maior velocidade no envio de informações, com dados transmitidos diretamente para o banco de dados da central da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias).

A Prefeitura segue diariamente ações de controle do vetor realizadas pelos agentes de controle de endemias, como as visitas domiciliares para inspeção e orientação à população quanto às medidas preventivas, bloqueio, controle e retirada de criadouros, nebulização e bloqueio de transmissão, visita a pontos estratégicos e imóveis especiais, busca ativa de suspeitos e atividades de informação, educação e comunicação à população.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018