10/01/2018 às 20h16min - Atualizada em 10/01/2018 às 20h16min

Proliferação de capivaras leva a apelo à Prefeitura de Santa Bárbara

Situação ocorre às margens do Ribeirão dos Toledos, no bairro Icaraí; vereador cita que os animais têm se dirigido às residências e que animais podem portar transmissor da febra maculosa

Rodrigo Pereira - rodrigo.pereira@portalatualidade.com.br
Redação
Moradores tem percebido aumento rápido no número de capivaras, diz parlamentar. Foto: Reprodução/Facebook
A proliferação de capivaras às margens do Ribeirão dos Toledos, no bairro Icaraí, em Santa Bárbara d'Oeste, motivou o vereador Celso Ávila (PV) a apresentar moção de apelo ao Poder Executivo. No documento, o parlamentar cobra providências da administração municipal quanto ao controle desses animais.

“É possível notar a presença de capivaras por toda a região do Jardim Icaraí e os moradores tem percebido o aumento rápido na quantidade desses animais”, afirmou o parlamentar, ressaltando que muitas dessas capivaras têm se dirigido até as residências do bairro, preocupando moradores. “Esses animais podem ser portadores do carrapato estrela, transmissor da febre maculosa, o que torna inviável seu convívio com a população”, destacou.

O assunto gerou repercussão em rede social. "Gente, é o perigo rondando a população. Carrapato de capivara até pode matar", comentou Maria Bueno em uma publicação no Facebook. "Os humanos tomaram o lugar dos bichos", ponderou Adriana Stanolis. 

A Secretaria de Meio Ambiente de Santa Bárbara d'Oeste informou que as capivaras costumam ter como habitat as margens de córregos e ribeirões. Esses animais são silvestres e protegidos por Lei Federal. Quando necessário, o manejo deles devem ser autorizado pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), ressaltou o Executivo.
A Secretaria de Saúde apontou que, em relação às medidas da Divisão de Controle de Vetores quanto ao risco de transmissão de febre maculosa, foi instalada placa de advertência alertando sobre os cuidados necessários ao frequentar a área, visto que há carrapatos no local.

ESTATÍSTICAS
Em 2018 não houve nenhuma notificação de Febre Maculosa no município. Em 2017 foram 30 notificações, das quais 23 com resultado negativo e dois casos positivos. Ainda em relação ao último ano, cinco notificações seguem aguardando resultado.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018