09/01/2018 às 11h33min - Atualizada em 09/01/2018 às 11h33min

Maestro João Carlos Martins e Camerata Bachiana realizam concerto gratuito em Piracicaba, dia 20 de janeiro

Apresentação será no Gramado Central da Esalq/USP e contará com participação especial do tenor Jean William

Novità Comunicação Estratégica
Foto: Divulgação
O maestro João Carlos Martins e a Camerata Bachiana se apresentam no dia 20 de janeiro, às 18h.  A abertura do evento será feita pelo grupo piracicabano Ternamente Eclético às 17h. O local das apresentações será o Gramado em frente ao Edifício Central da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), unidade da USP em Piracicaba que ocupa o 5.º lugar do mundo e o 1.º da América Latina em Ciências Agrária.
A entrada é gratuita, mas a população pode ajudar doando 1 kg de alimento não perecível, no dia/local do espetáculo, ao ‘Grupo Amor de Maria – Moradores de Rua’, que promove o apoio social de pessoas em situação de rua e oferece refeições em praças públicas de Piracicaba.
 
O concerto, que é um projeto da Doble Cultura e incentivo do Programa de Ação Cultural do Estado de SP (Proac-SP), promete emocionar a todos com músicas que vão do clássico ao popular e participação especial do tenor Jean William.
 
Incentivadora de ações que visam oferecer à sociedade cultura, arte e entretenimento, a Raízen é patrocinadora do evento. Débora Barros, coordenadora de relações externas da empresa, ressalta a importância da iniciativa: “O evento reunirá importantes nomes da música em uma programação para toda a família. A Raízen acredita que o desenvolvimento de cada indivíduo se dá em função das oportunidades de acesso à educação, cultura e arte. Por essa razão, investimos na promoção de iniciativas que possam contribuir com isso”.
 
A infraestrutura do evento montada no Gramado Central da Esalq/USP é viabilizada por meio da arrecadação de fundos realizada pelos formandos das turmas de 2017 para a solenidade de formatura, sendo este o 4º ano consecutivo que essa estrutura é utilizada para atividades culturais abertas ao público em geral.
 
Diretor artístico e maestro da Bachiana Filarmônica SESI-SP, o maestro João Carlos Martins se eleva a um patamar raramente alcançado por outros músicos brasileiros no século XX. Considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach, teve como um dos pontos altos de sua carreira a gravação da obra completa para teclado deste gênio da música. Logo após, devido a problemas físicos, teve que abandonar a carreira de pianista, canalizando para a regência sua paixão pela música.
 
Sobre a Bachiana Filarmônica
A qualidade dos músicos da Bachiana Filarmônica, selecionados entre as melhores orquestras brasileiras, tem sido elogiada pelo mundo afora. São profissionais que fazem questão de aprimorar seu talento com trabalho e estudo. Assim, a orquestra, fundada em 2004, não tardou a ganhar o merecido reconhecimento. Após nove temporadas em que se apresentou pelo Brasil, encantou o público americano com cinco atuações de gala sendo 02 no Carnegie Hall em 2007 e 2008 e 03 no Lincoln Center em 2009, 2010 e 2011 - NY.
 
Sobre o tenor Jean William
Jean William, tenor consagrado, já se apresentou nas principais salas de concerto do Brasil e em algumas cidades importantes do mundo, como Nova York, Dubai e Milão. Ele integra o corpo estável do Teatro Municipal de São Paulo e atua como solista junto do Coral Paulistano Mário de Andrade, cujo regente titular é Martinho Lutero.
 
Sobre o Ternamente Eclético
Já o Ternamente Eclético, formado pela pianista Cecília Bellato, a soprano Débora Letícia, o contrabaixista e arranjador Álvaro Damazo e o violinista Luís Fernando Dutra, tem como proposta “Tocar Música Popular com a mesma dedicação com que tocam Música Erudita e tocar Música Erudita com a mesma descontração com que tocam Música Popular”.
 
Sobre a Raízen
A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis.
 
A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, produz 4,2 milhões de toneladas de açúcar anualmente e 4,7 milhões de toneladas são comercializadas. A companhia também tem 940 MW de capacidade instalada de produção de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar e a empresa comercializa anualmente 2.8 TWh de energia elétrica.
 
A Raízen também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select.
 
Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do Estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Serviço:
Dia: sábado, 20/01
Horário: Abertura às 17h / concerto às 18h
Local: Gramado Central da ESALQ
Endereço:  Av. Pádua Dias, 11, Agronomia, Piracicaba - SP
Preço dos ingressos: Gratuito
Telefone para informações: 11 3045-0121 (Fundação Bachiana)
 
 
Sobre a ESALQ
Idealizada por Luiz Vicente de Souza Queiroz, teve o início de suas atividades em 3 de junho de 1901, como uma escola de ensino agrícola, a Escola Agrícola Prática São João da Montanha.
 
A partir de 1934 passou a integrar a Universidade de São Paulo (
USP), sendo uma das suas unidades fundadoras, já com a denominação que recebeu em 1931, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”.
 
Localizada em Piracicaba, no interior de São Paulo, está situada em uma área de 3.825,4 hectares, A ESALQ é uma instituição pública, que recebe diariamente cerca de 2.000 estudantes de graduação e 1.000 pós-graduandos, além de pós-doutores, jovens pesquisadores e participantes de cursos de pós-graduação lato sensu.
 
Considerada um centro de excelência, oferece 7 
cursos de graduação e 15 programas de pós-graduação (PPG) (sendo um internacional), além de 2 interunidades e 1 interinstitucional, que se utilizam de seus 12 departamentos. Desde sua fundação, já formou mais de 14 mil profissionais em nível de graduação e mais de 8 mil pós-graduandos.
 
Hoje, além das contribuições expressivas não só nos campos das Ciências Agrárias como também em Ambientais e Sociais Aplicadas, destinadas ao ensino, pesquisa e extensão universitária, a ESALQ torna-se um marco que será historicamente lembrado e preservado.
 
 
 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018