20/12/2017 às 11h35min - Atualizada em 20/12/2017 às 11h35min

PM negocia para liberar refém em Americana

Cristiane Caldeira
Redação
Foto: William Tião/Portal Atualidade
O dono de uma lan house no bairro Cidade Jardim, em Americana, manteve cerca de oito pessoas reféns, entre clientes e familiares, depois de atirar em dois guardas municipais, na manhã de hoje (20). Ele se entregou após breve negociação com a Polícia Militar.

De acordo com a Guarda Municipal, que atendeu primeiramente a ocorrêcia, durante uma abordagem de rotina a dois suspeitos no bairro Cidade Jardim, um deles entrou correndo dentro da lan house, que fica entre as ruas das Rosas e das Rua Hortências.

Os guardas entraram no estabelecimento atrás do suspeito e foram recebidos a bala pelo proprietário, Paulo Borges, 46. Um dos guardas foi atingido no braço e outro, no colete. 

A partir deste momento, o proprietário da lan house manteve clientes, mulher e filhos reféns e exigiu a presença da Polícia Militar e da imprensa para se entregar.
Após breve negociação, ele se entregou e a arma que ele portava foi apreendida. 

Os guardas baleados, Paulo Teixeira e Edmar Perreira Gomes, passam bem. Eles foram levados pelos próprios colegas para o Hospital Unimed.
A esposa do dono da lan house, Célia da Veiga, 45, disse que o marido atirou nos patrulheiros porque teve um desentendimento com um guarda municipal que entrou em seu estabelecimento há um ano e meio e o desacatou. 

Segundo ela, Paulo só manteve os reféns dentro da lan house porque tinha receio de ser morto pelos guardas, que cercaram o local após os tiros.

O delegado Robson Gonçalves de Oliveira está no local acompanhando a perícia e a ocorrência será apresentada na CPJ (Central de Polícia Judiciária).

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018