20/12/2017 às 11h05min - Atualizada em 20/12/2017 às 11h05min

Projeto raízes atende a mais de 1.300 alunos em Americana

Prefeitura/Americana
Foto: Divulgação

O projeto Pedagógico "Roteiro Raízes", das Secretarias de Cultura e Educação, em 2017, atendeu 35 classes dos quartos anos da Rede Municipal de Ensino de Americana atingindo um total de 1019 alunos. As escolas particulares e outras instituições participaram de 15 roteiros com mais de 300 alunos.

 "O Projeto Raízes atendeu mais de 1.300 crianças em 2017, em 2018 com a ampliação do Projeto, existe a possibilidade de maior atendimento. O programa busca mostrar a história de Americana aos estudantes, grupos de melhor idade e outros visitantes, através das visitas monitoradas nos espaços históricos e importantes na formação do nosso município", afirmou o secretário de Cultura, Fernando Giuliani. Para 2018 serão também atendidas as redes estadual e privada. 

Segundo o secretário a pasta está pleiteando verba junto ao Ministério do Turismo - MIT - Município de Interesse Turístico. Desta forma o "Raízes" fará parte um projeto maior, do fortalecimento turístico com a implementação do Receptivo Turístico, que funcionará no espaço do Portal de Americana. "Pretendemos aproveitar, ainda, todos os pontos turísticos e históricos de Americana, como esses que pertencem ao Roteiro Raízes: Casa de Cultura Hermann Müller, Casarão do Salto Grande, casas do bairro Conserva, bairro Carioba, Biblioteca Municipal e Estação Ferroviária", disse Giuliani.

 "O Roteiro Raízes é um projeto de extrema importância para o nosso município, possibilitando o contato dos alunos com a história da nossa cidade. Conhecer de onde viemos, para entendermos para onde podemos ir", disse a secretária de Educação, Juçara Novelli. Para a secretária o projeto busca a interdisciplinaridade, que permite a relação dos conteúdos apresentados com a realidade. "Foram elaborados resumos dos conteúdos trabalhados, assim como atividades referentes aos aspectos geográficos, históricos, artísticos e culturais do município, que serão disponibilizados aos professores para que possam ser utilizados em sala de aula", revelou Juçara.

Segundo a coordenadora do projeto, a professora Luciana Polline, da secretaria de Educação, é importante que educadores entendam a importância pedagógica dessas atividades extracurriculares. "O roteiro é fundamental para a formação integral dos estudantes, pois ampliam a visão de mundo e a bagagem de conhecimentos do aluno", afirmou. O "Raízes" tem como objetivo conhecer e valorizar a história do município de Americana reconhecendo a preservação de suas memórias como fundamental prática da cidadania.

Em sua avaliação os alunos participantes do roteiro se envolveram de maneira positiva com a história de Americana. "É gratificante ver a alegria e o interesse das crianças ao chegarem aos locais em que estudaram dentro na classe", ressaltou. "Com as visitas as crianças perceberam a importância da preservação do patrimônio, fomentando o sentimento de pertencimento à história de Americana e o espírito crítico sobre a necessidade de conservação dos prédios públicos", afirmou.

Outro ponto que ela destaca é a atuação dos monitores. "Todos foram avaliados pelos participantes obtendo sempre um ótimo desempenho. Para eles o trabalho como monitor também foi muito significativo", afirmou. "Trabalhar durante esse um ano e sete meses do projeto Roteiro raízes foi um aprendizado enorme. Foi possível entender a real importância do estudo do meio na educação, fazendo até que esse campo fosse tema do meu trabalho de conclusão da graduação", disse o monitor Gabriel Ferreira, 20 anos de idade, estudantes de Artes.

O roteiro teve a monitoria de quatro estagiários da área de Humanas: Gabriel Ferreira Pinto, estudante de Artes Visuais, FAAL; Isabela Maria Sério Beraldo, estudante de História, UNIMEP; Tatyane de Freitas Miranda, estudante de Geografia, UNESP e Vinicíus Gomes Ferreira, estudante de Comunicação Visual, UNISAL.

Durante os roteiros foram explorados os seguintes locais: casas da Conserva, Ribeirão Quilombo, Cemitério da Saudade, Portal de Americana, Rodovia Anhangüera, nascente do Rio Piracicaba, Casarão do Salto Grande, Bairro Carioba, Casa de Cultura Hermann Muller, Biblioteca Municipal, Avenida Brasil (Parque Ideal) e Estação de Trem. Foram utilizados recursos lúdicos, como fantoches, teatros e dinâmicas tornando a abordagem do tema mais atraente e significativa utilizando linguagens diferenciadas para alunos do fundamental e do infantil.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018