28/09/2017 às 15h39min - Atualizada em 28/09/2017 às 15h39min

​Tribunal de justiça reduz pena do ex-goleiro Bruno

Crime de ocultação de cadáver prescreveu e condenação do ex-jogador foi reduzida em um ano e meio

Redação
Foto: Cristiane Mattos/AFP
O ex-goleiro Bruno, do Flamengo, condenado a 22 anos e três meses pela morte de Eliza Samudio, teve sua pena reduzida, para 20 anos e 9 meses de prisão. A redução de 18 meses da pena foi concedida pelos desembargadores do Tribunal de Justiça. 

Bruno também foi julgado em outros dois recursos. O primeiro, sobre a validade da certidão de óbito de Eliza, foi negado por dois votos a um. Já o segundo, foi parcialmente aceito e questionava vários pontos da condenação do ex-goleiro, como por exemplo, a existência de uma investigação paralela sobre o assassinato da jovem. 

O ex-goleiro já cumpriu sete anos em regime fechado e chegou a deixar a prisão em fevereiro deste ano, por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello. Nos três meses em que esteve fora da cadeia, Bruno chegou a atuar pelo Boa Esporte, de Varginha, que disputa a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Em maio, porém, uma decisão do STF o obrigou a retornar à prisão.

Bruno está preso no Presídio de Varginha, no Sul de Minas e dará aulas de futebol para crianças e adolescentes no Núcleo de Capacitação para a Paz.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018