12/09/2017 às 18h07min - Atualizada em 12/09/2017 às 18h07min

​Ver. Edivaldo Meira Batoré busca convênio para prevenção à cegueira

Fernanda Nastrini
Redação
O vereador de Santa Bárbara d´Oeste, Edivaldo Meira Batoré (SDD) tenta viabilizar um convênio entre a prefeitura de Santa Bárbara e o Instituto Suel Abujamra, que vem se destacando desde sua fundação como referência em Retina, Vítreo e Oftalmologia Geral, para tratamento e prevenção à cegueira.

O parlamentar esteve reunido hoje (12) pela manhã com o líder de relações institucionais do Instituto Suel que veio a cidade oferecer o convênio ao município.

“O vereador esta contemplando a cidade com o Abril Marrom e queremos incentiva-lo nesse projeto. A nossa proposta é que o Poder Público promova todo mês de abril ação de acuidade visual à população para saber das suas dificuldades, graus de riscos e posteriormente faça os encaminhamentos para os hospitais competentes”, ressalta Antonio explicando que veio a cidade oferecer convênio para o tratamento de média e alta complexidade, em tudo que se tratar de oftalmologia. “Isso tudo pelo instituto que é sem fim lucrativo, é utilidade pública e evidente que faremos tudo isso pela tabela SUS”.

Segundo Antonio o próximo passo é iniciar as tratativas com o Poder Executivo.

O vereador Batoré é autor do Projeto de Lei 109/2017, que institui a campanha “Abril Marrom” no Calendário Oficial de Eventos de Santa Bárbara d'Oeste. De acordo com a propositura, a Administração Municipal deverá compor uma comissão para organizar diferentes palestras e debates, entre outras ações, num mês dedicado à prevenção da cegueira e à conscientização sobre a realidade de pessoas cegas ou com deficiência visual severa.

Na exposição de motivos do projeto, Batoré afirma que, segundo dados do Censo 2010, existem mais 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual no Brasil, sendo 582 mil cegas e 6 milhões com baixa visão.  “A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 60% das cegueiras são evitáveis, isso significa que muitos brasileiros que são cegos, poderiam ter evitado a perda da visão caso tivessem recebido tratamento precocemente”, explicou, ressaltando que muitas doenças relacionadas à visão não apresentam sintomas e, por isso, são descobertas já em estágio avançado e de difícil regressão.

Recentemente o vereador esteve com uma comitiva em São Paulo, que passou por exames e tratamentos. “A pior prisão perpétua é a cegueira, depois de adulto, diz Antonio. A cor escolhida para a campanha foi o marrom, por ser castanho a maioria da cor dos olhos dos brasileiros”, finalizou.

O Instituto Suel é uma entidade sem fins lucrativos e o segundo melhor hospital para tratamento dos olhos, perdendo apenas para a Clínica dos Olhos. Atualmente são realizadas 700 consultas por dia via SUS.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018