30/08/2017 às 18h59min - Atualizada em 30/08/2017 às 18h59min

Santa Bárbara passa em branco Dia do Perdão

Projeto do vereador Claudio Peressim que visa celebrar a data no dia 30 de agosto ainda não foi sancionado pelo chefe do executivo

Fernanda Nastrini
Redação
Reprodução Câmara Municipal de Santa Bárbara d'Oeste
A população de Santa Bárbara d´Oeste pode a partir de 2018 a conta com um dia específico para pedir perdão ao próximo. A Câmara Municipal já aprovou projeto de lei 40/2017, de autoria do vereador Claúdio Peressim (PEN), que inclui no calendário de eventos do Município o Dia do Perdão. Pela propositura a data será comemorada anualmente no dia 30 de Agosto. O projeto aguarda para ser sancionado ou não pelo chefe do executivo.

Segundo Peressim, a intenção é promover uma reflexão crítica acerca de determinados problemas que atingem a sociedade brasileira que hoje sofre com um rimo alucinado de vida e padece de dificuldades de comunicação nos relacionamentos interpessoais, assim como com o crescimento da violência, uma vez que a população está cada vez mais propensa à intolerância e à impaciência.

“Acredito que o projeto será sancionado pelo prefeito Denis Andia ainda esta semana. O Dia do Perdão tem como principal objetivo a diminuição da violência. O perdão alivia seu sentimento e nos aproxima do projeto de Deus, por ser uma atitude cristã”, destaca o parlamentar acrescentando ainda que “a data vai representar o início, uma semente plantada para colher no futuro a paz”.

A ideia do vereador é iniciar a partir de 2018 no mês de agosto, a Campanha Agosto Violeta semeando o Perdão e colhendo a Paz, com palestras, passeatas e cultos ecumênicos. O Agosto Violeta, utiliza laço na cor Violeta, para representar a transformação, remetendo à purificação e cura nos níveis: físico, emocional e mental, e elevando a consciência do Perdão.

“A prática de perdoar aproxima mais as pessoas e resgata a amizade, a família, a paz interior, finaliza Peressim.

Para a população a iniciativa do vereador tem seu lado positivo, porém o ideal seria apresentar projetos de interesse social e econômico para o Município.

“Perdão é um sentimento da pessoa, não é necessário uma data específica pra isso, cada um tem o seu tempo”, frisou a diretora de ensino Karla Saes.

Para a autônoma Regina Fillete “o perdão tem que dar todos a dias e não há necessidade de ter um dia só pra isso” e acrescenta que a cidade precisa de tantas outras coisas para o vereador se preocupar.

Mônica Vaz, também afirmou considerar desnecessário a data. “Acho que é especial perdoar as pessoas mais fazer disso uma data comercial é demais”.

A reportagem questionou a Assessoria de Imprensa da Prefeitura para saber se o projeto será sancionado ou não pelo prefeito Denis Andia, mas até o fechamento da matéria não obteve respostas.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018