20/03/2017 às 11h21min - Atualizada em 20/03/2017 às 11h21min

Gás de cozinha terá reajuste de 9,8%

Consumidor terá que desembolsar R$ 1,76 a mais por cada botijão

Redação

A partir da zero hora desta terça-feira, (21) o gás liquefeito de petróleo para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg (GLP P-13) ficará 9,8% mais caro. O reajuste foi anunciado na sexta-feira pela Petrobras.

Segundo cálculos da companhia, se o novo índice for totalmente repassado para o consumidor, o botijão de 13 quilos irá custar R$ 1,76 a mais, o que representa um reajuste de 3,1%. Esse valor ainda poderá ser maior, que quem define quanto cobra do consumidor são as distribuidoras e os revendedores do produto.

A tecnóloga em gestão de recursos humanos, Regina Aparecida Filleti da Silva, de 43 anos, moradora no Residencial Furlan, em Santa Bárbara d’ Oeste, conta que em sua casa um botijão tem durabilidade de quatro a cinco meses, mas afirma que esse não é o momento para aumentar o preço, já que o país passa por um momento complicado onde há milhares de pessoas desempregadas.

“A cada dia o desemprego no nosso país só aumenta. Esse reajuste no botijão de gás vai prejudicar ainda mais o consumidor, principalmente os mais carentes. O gás de cozina deveria ter um valor mais acessível e não esse valor absurdo”, afirmou.  

Indignada a dona de casa, Kátia Martins, de 66 anos, residente no Jardim Primavera, diz: “Vejo como justo pagando pelo injusto, ou seja, sempre sobra para quem não tem culpa da má administração do governo”, ressalta.

O valor poderá ser maior, já que quem define quanto cobra do consumidor são as distribuidoras e os revendedores do produto.

O último reajuste no preço do gás de cozinha feito pela Petrobras foi em 1º de setembro de 2015, após passar um período de mais de dez anos sem aumentar os valores, como forma de controlar a inflação no país.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018