20/05/2017 às 23h03min - Atualizada em 20/05/2017 às 23h03min

Secretário de Mobilidade Urbana e Rural é convocado a depor na Cei da Ouro Verde

Redação
Reprodução
Os membros da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Ouro Verde aprovaram a convocação do secretário de Mobilidade Urbana e Rural, José Aparecido Ribeiro Marin e do gerente responsável pelas linhas urbanas e suburbanas a deporem na comissão, que foi criada para investigar o contrato entre a prefeitura de Sumaré e a empresa responsável pelo serviço de transporte público coletivo no município. Já foram ouvidos nas oitivas, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, Luciano Massao, e os conselheiros Odete Maria Gomes e Darci Ferreira da Fonseca.

Segundo Massao, o Conselho recebe inúmeras reclamações informais sobre o desrespeito dos motoristas e cobradores de ônibus aos idosos. Alguns ofícios são encaminhados à SMMUR (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Rural), sem retorno.
"A lei determina reserva de 10% dos assentos do veículo para os idosos. No entanto, esses mesmos assentos são reservados a gestantes e pessoas com crianças de colo. Logo, não são vagas destinadas apenas aos idosos. Seria importante criar uma lei aumentando essa porcentagem", diz Massao.

Com o transporte complementar, a dificuldade dos idosos seria ainda maior, segundo relato dos conselheiros. "Eles param menos ainda que os motoristas de ônibus da empresa Ouro Verde. Eles dizem que só tem dois assentos reservados para idosos porque o veículo é menor e que não podem deixar o idoso em pé", comentou Darci.
A reclamação mais comum dos idosos é sobre o desrespeito dos motoristas que, na maioria das vezes, não param quando o idoso está sozinho no ponto, segundo relato dos conselheiros.

Outro problema constatado é a dificuldade de visualização em que muitos idosos conseguem enxergar de longe o número ou o destino identificado no painel localizado na parte superior da frente dos ônibus. Quando o carro está perto e é possível enxergar, o idoso faz o sinal, mas o ônibus não para por ter sinalizado muito próximo.

A realização de uma campanha educativa foi a solicitação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. "É preciso fazer uma campanha educativa nas escolas para ensinar desde cedo aos futuros cidadãos o respeito ao lugar do idoso. Também é preciso conscientizar os motoristas e cobradores para terem mais respeito com o idoso, pois nos olham com deboche e falam frases criticando nosso direito de não pagar a passagem e ter assento reservado", comentou a conselheira Odete.

Massao declara que o conselho depende das denúncias e que precisa receber mais reclamações do povo e da sociedade organizada. No ônibus tinha que ter o telefone do conselho e do SAC da ouro verde para o idoso ligar e fazer a reclamação.
A CEI é formada ainda pelo presidente Ronaldo Mendes (PSDB), relator Rubens Champam (PSDB) e os membros Hélio Silva (PPS), Dr. Sérgio Rosa (PDT) e Edgardo Cabral (PRB).

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018