26/08/2019 às 14h52min - Atualizada em 26/08/2019 às 14h52min

2 escolas de Sumaré foram arrombadas e furtadas no final de semana

Ladrões invadiram os estabelecimentos e furtaram a fiação elétrica

Beto Silva
Duas Emefeis (Escolas Municipais de Educação Infantil) de Sumaré foram alvos de ladrões  neste final de semana. Marginas entraram nos estabelecimentos e furtaram a fiação elétrica. Em uma das unidaders as aulas foram suspensas nesta segunda-feira (26). 

No sábado (24) pela manhã, a diretora da escola municipal Antonieta Cia Viel, localizada à rua Alice Menuzo Pancote, no bairro Virginio Viel,  acionou a Polícia Civil depois de constatar o arrombamento. Ela disse que chegou à escola às 8h para acompanhar a dedetização e constatou que a grade do aparelho de ar condicionado da biblioteca estava danificada. Quando entrou na escola, percebeu que a fiação de cobre do equipamento havia sido furtada. 

Na manhã desta segunda-feira (26) a diretora da escola Visconde de Sabugosa, na rua Aguaí, no Inocoop, também fou surpreendida por um arrombamento quando chegou ao local. 

Ela acionou a Guarda Civil que constatou que os marginais entraram pelo telhado e danificaram um toldo e uma porta de alumínio para ter acresso às dependências. Segundo o Boletim de Ocorrência registrado no Plantão Policial, foram furtados cerca de 300 metros de fios. 

Nesta unidade, devido a falta de energia, as aulas foram suspensas nesta segunda-feira para as crianças de quatro a seis anos de idade. 

Segurança 

A assessoria de imprensa da prefeitura confirmou que na madrugada desta segunda-feira, dia 26, vândalos cortaram a fiação da Escola Municipal Visconde de Sabugosa, na região de Nova Veneza, tentando cometer o furto dos objetivos, o que acometeu a queda de energia da unidade.

Além disso, a porta do almoxarifado e um pedaço de um toldo da escola foram danificados. No início do expediente, ao constatarem a invasão na escola, os funcionários acionaram a Guarda Municipal, que foi até o local verificar a ocorrência e elaborar o Boletim de Ocorrência. A perícia da Polícia Civil também esteve na escola avaliando a situação e liberando o espaço.

A unidade escolar possui sistema de segurança, porém, como está em obras, um ponto do local está sem a cobertura do sistema. Foi justamente por este ponto que os indivíduos entraram na escola e motivo pelo qual o alarme não disparou.

A Guarda Municipal intensificou a ronda nas proximidades da escola e um guarda municipal fixo ficará na unidade a partir desta segunda-feira

Equipes da Prefeitura trabalharam para o restabelecimento da energia e para os reparos na unidade. As aulas ocorreram normalmente no período da tarde.
 
Atualizado às 18h30
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018