08/07/2019 às 12h17min - Atualizada em 08/07/2019 às 12h17min

Promotoria pede interdição de casa de repouso em Nova Odessa

Vigilância Sanitária já determinou a desocupação do local, mas ordem foi ignorada

Da Redação
Reprodução
O Ministério Público de Nova Odessa pediu à Justiça que determine a interdição de uma casa de repouso para idosos que funciona de forma irregular no bairro Santa Luiza I. Segundo a promotoria, a Vigilância Sanitária já determinou a desocupação do local, chamado de El Shaday Centro de Acolhimento ao Idoso, mas a ordem foi ignorada pelas proprietárias.

O laudo do órgão municipal, que vistoriou a instituição em maio, apontou cerca de 50 irregularidades. As mais graves são o número insuficiente de funcionários para atender aos clientes – 21 idosos, a maioria portadores de Alzheimer – e problemas de higiene e infraestrutura.

Segundo os fiscais, o imóvel possui fiação exposta, camas com parafusos soltos e cheiro de urina. Nos quartos, recipientes de produtos de limpeza são utilizados como penicos. Na dispensa, não foram encontrados alimentos para produzir o cardápio elaborado pelo nutricionista contratado.


A empresa, além disso, funciona em local não autorizado. A clínica estava registrada em um endereço, mas se mudou sem comunicar os órgãos competentes.

“Muito embora a pessoa jurídica existisse regularmente, a instituição passou a funcionar de forma clandestina”, aponta o promotor Carlos Alberto Ruiz Nardy, responsável pela ação.

Ele pede que a Justiça decrete a interdição total do local, sob pena da aplicação de uma multa diária.
A reportagem do Portal Atualidade procurou as proprietárias da Clínica El Shaday, mas as ligações não foram atendidas nem retornadas.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018