01/07/2019 às 14h29min - Atualizada em 01/07/2019 às 14h29min

Ladrões tiram caixão da sepultura para roubar joia de cadáver em Sumaré

Crime aconteceu no Cemitério da Saudade um dia após o sepultamento

Beto Silva
Uma sepultura do cemitério da Saudade em Sumaré foi arrombada, o caixão  retirado e os ladrões levaram uma joia que estava no corpo do cadáver. O caso aconteceu na madrugada de sábado (29) e foi registrado pela Polícia Civil como vilipêndio a cadáver.

De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência, um assistente administrativo, de 44 anos, chegou para trabalhar no local às 6h, quando percebeu que uma das sepulturas estava com a parte da frente destruída. Ele se aproximou e percebeu que o caixão estava fora e sem a tampa. Ao lado do corpo estava um chapéu marrom.

O funcionário acionou a Guarda Municipal que, após chegar ao local, comunicou o caso à Polícia Civil. Uma equipe de investigadores e peritos avaliou a cena e ouviu o funcionário. Segundo ele, o seputalmento havia ocorrido um dia antes. Os policiais perceberam que a parte da frente da sepultura foi destruída para a retirada do caixão.

O assistente administrativo contou que uma grande parte da sepultura foi quebrada para que o caixão pudesse descer, uma vez que a urna era muito grande.  Ele constatou que o serviço feito na ocasião do sepultamento havia sido destruído.

Os policiais foram até  a casa da família e conversaram com a filha do homem que estava sepultado. Ela  contou aos investigadores que o pai foi sepultado com um chapéu marrom e uma correntinha que parecia ser de ouro, mas era bijuteria. O objeto teria ficado em cima do corpo durante o velório. Os policiais constataram que a joia não foi encontrada no caixão após a violação da sepultura. A polícia investiga  crime. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018