26/04/2019 às 19h24min - Atualizada em 26/04/2019 às 19h24min

Americana terá 1º campeonato de carrinho de Rolimã

O evento acontece no dia 30 de junho, no bairro São Luiz

ANDRE LUIS CIA
Divulgação
 Resgatar uma tradicional brincadeira do passado e ao mesmo tempo promover a interação no presente com uma geração que não teve contato com ela. Esse é um dos principais objetivos do 1º GP  (Grande Prêmio) de Rolimã de Americana. O evento será realizado no dia 30 de junho, das 13h às 17h, no bairro São Luiz- escolhido por ter ruas bastante íngrimes, ideais para a prática da aventura a bordo do tradicional carrinho de madeira e rolamentos de aço, perfeito para a disputa de corridas ladeira abaixo. A competição terá um caráter beneficente já que a inscrição dos aventureiros será a doação de um litro de leite que será repassado para alguma entidade assistencial da cidade.

De acordo com o empresário americanense Julio Gago, um dos idealizadores da iniciativa, essa era uma de suas brincadeiras favoritas em sua infância e adolescência. “Quando surgiu a ideia de fazer uma competição, fiquei impressionado com a quantidade de pessoas interessadas que apareceram, sem contar as histórias que descobri sobre elas, pois muitos pais guardaram os carrinhos há muitos anos, e agora os filhos deles também poderão brincar”, explicou.


Além da disputa que será dividida em diferentes categorias e separada entre homens e mulheres, Gago explica que a principal ideia é promover uma descida coletiva por mais de 500 metros (sem caráter de competição) estimulando a participação dos amantes do rolimã. Com isso, todos àqueles que já brincaram um dia e também quem nunca teve oportunidade de andar num carrinho poderá desfrutar dessa emoção única e indescritível. “Somente quem já andou com um destes carrinhos sabe a sensação que ele provoca”, disse. Para participar, os interessados deverão fazer um cadastro. Informações e inscrições pelo telefone: (19) 981132900. 
 


























ARTESANAL- A construção do carrinho geralmente é artesanal, feita com ferramentas simples, como martelo e serrote. Cada um deles pode ter de três ou quatro rolamentos (quase sempre usados). Os carrinhos são construídos de um corpo de madeira com eixo móvel na frente, utilizados para controlar o carrinho enquanto ele desce pela rua. O freio deve ser um pouco maior que a distância do carrinho até o chão e precisa ficar em posição diagonal; para diminuir a velocidade deve puxar-se o pedaço de madeira ou uma barra de ferro para uma posição em que encoste no chão.[3]
Ao que tudo indica os primeiros exemplares foram construídos em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte no final da década de 1960 e no começo da década de 1970, primeiras cidades a terem ruas asfaltadas e topografia íngreme. Os rolamentos, também conhecidos como rolimãs (corruptela do francês roulement), eram obtidos em oficinas que faziam manutenção dos carros da época e a madeira, de sobra de caixas ou tábuas utilizadas em obras.


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018