22/03/2019 às 08h15min - Atualizada em 22/03/2019 às 08h15min

Paralisação de professores contra Previdência acontece nesta sexta-feira

Categoria é contrária às regras de aposentadoria propostas pelo presidente

DA REDAÇÃO
APEOESP
Em protesto contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente Bolsonaro, professores da rede pública estadual da APEOESP, organizam manifestações nesta sexta (22) em toda São Paulo. Em Americana, um grupo de professores fará uma manifestação na praça Comendador Mullher, a partir das 13h.
De Americana, sairão dois ônibus com destino à assembleia que acontece na praça da República, a partir das 14h, e que será seguida de uma passeata e de um ato unificado no vão do Masp (Museu de Arte Moderna de São Paulo).
 

A PEC (proposta de Emenda Constitucional) foi enviada por Bolsonaro à Câmara dos Deputados, em 20 de fevereiro, e altera as regras para aposentadoria. Caso seja aprovada sem mudanças, fixa idade mínima obrigatória para aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres. No caso dos professores, nenhum conseguirá se aposentar antes dos 60 anos ou de 30 anos de contribuição, o que desagradou a categoria e levou à manifestação.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018