23/01/2019 às 17h42min - Atualizada em 23/01/2019 às 17h42min

Homem mata motorista de Uber por ela ter se negado a ter relação sexual com ele

Já depois de morta, o autor do crime ainda abusou sexualmente da vítima

Luis Capucci - redacao@portalatualidade.com.br
Foto: Reprodução/ Tv Anhanguera
 
O empresário Parsilon Lopes dos Santos confessou ter matado a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira. O crime ocorreu na noite de domingo (20). Ele foi preso na segunda-feira (21). O autor do crime relatou que matou a vítima por ela ter se negado a ter uma relação sexual com ele. O crime ocorreu na cidade de Aparecida de Goiânia.

 
O crime aconteceu na madrugada de domingo. A motorista levava o empresário para uma chácara. Em certo momento, ele teria começado a abraçá-la e quis ter uma relação sexual. A vítima se negou. O homem então tentou estuprá-la e ela saiu do carro. Ao tentar fugir, caiu e bateu a cabeça na guia, perdendo os sentidos. Santos ainda bateu cabeça da mulher novamente contra o chão, o que a matou.
 
Já depois de morta, o empresário ainda teria tirado as roupas da vítima e iniciado o ato sexual, mas relata ter parado. Ele foi encontrado pela Polícia Militar na segunda-feira.
 
O autor do crime tem outras cinco passagens pela polícia por crimes como injúria, ameaça e danos. Todos eles foram praticados contra mulheres. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018