30/08/2018 às 18h51min - Atualizada em 30/08/2018 às 18h51min

Ex-funcionários da Electrocast de Nova Odessa programam atividades para pressionar empresa para pagar direitos trabalhistas depois de 10 anos

Audiência pública sobre o caso e uma vigília serão realizadas em Setembro

Luis Capucci - redacao@portalatualidade.com.br
Foto: Divulgação
A empresa Electrocast Indústria e Comércio Ltda declarou falência no ano de 2009. Desde esse ano os ex-funcionários não receberam seus direitos trabalhistas. Para pressionar os responsáveis pela massa falida, os trabalhadores estão programando atividades para setembro, entre elas, uma audiência pública sobre o caso e uma vigília.

 

De acordo com Sandro Buzati, representante dos ex-funcionários, a audiência pública vai acontecer no próximo dia 24 de setembro na Câmara Municipal de Nova Odessa. “Nossa conversa com os vereadores recentemente foi muito proveitosa e eu estou confiante nessa nova audiência”, declarou Buzati.

Segundo o representante dos trabalhadores, serão convocados para a audiência o administrador da massa falida, Rolff Milani de Carvalho; o procurador jurídico do município, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município e o secretário de governo.

Na última audiência pública realizada em 2015, o representante da massa falida não compareceu e relatou que novamente não estará presente dessa vez. “Eu tenho que trabalhar. Estou no meu escritório no momento que esse tipo de audiência é realizada”, disse Rolff Milani de Carvalho. Apesar disso, ele afirmou que ainda não foi notificado sobre o novo encontro.

O administrador da massa falida relatou que o processo é difícil e que ainda não existe prazo para o pagamento para os funcionários.

O ex-trabalhadores da Electrocast também acusam a empresa de estar devendo mais de R$ 400 mil aos cofres públicos referentes ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Além disso, teriam sumido equipamentos do local.

Nesse final de semana, os ex-funcionários vão se reunir em vigília em frente ao local onde ficava a empresa.
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018