27/07/2018 às 20h46min - Atualizada em 27/07/2018 às 20h46min

Gualter Amado questiona falta de medicamentos em Americana

Luis Capucci - [email protected]
Foto: Reprodução Facebook
O vereador Gualter Amado (PRB) protocolou ontem (26) na Câmara Municipal de Americana um requerimento onde questiona a prefeitura sobre a falta de medicamentos na rede municipal.
 
De acordo com o documento, o parlamentar tem sido procurado por munícipes que relataram que até mesmo medicamentos básicos estão em falta. “Muitas pessoas vieram até o meu gabinete relatando esse problema e vários outros relacionados à saúde, como falta de faixas e até atadura. E quando se questiona a prefeitura, ela sempre vem com uma resposta diferente. Por isso fiz esse requerimento”, explicou Amado.
 
O documento também trata da reclamação das pessoas sobre a falta de remédios controlados. O vereador relata no requerimento que muitas vezes o prazo de validade das receitas vence e o paciente não consegue fazer a retirada desse tipo de medicamento e acaba tendo que marcar outra consulta com um clínico geral.
 
Gualter questiona no requerimento quais medicamentos básicos e controlados são encaminhados pelo SUS e quais são comprados pelo município.
 
Pergunta, ainda, qual o procedimento para compra de medicamentos básicos, controlados e de alto custo pelo município, solicitando envio de cópia das notas fiscais de compra de medicamentos dos últimos seis meses. O parlamentar questiona também qual a previsão para normalização do fornecimento.
 
De acordo com assessoria de imprensa da Prefeitura de Americana, vários medicamentos estavam em falta em razão de alguns problemas que ocorreram no processo licitatório para compra, mas o problema já teria sido resolvido e os remédios começaram a ser entregues. Não foram especificados quais medicamentos estavam em falta e nem qual contratempo ocorreu durante a licitação. O Poder Executivo, através de sua equipe de comunicação, também afirmou que os fornecedores estão dentro do prazo e a situação deve ser normalizada na próxima semana.
 
Com relação aos remédios controlados, a Prefeitura disse que caso a receita esteja com o prazo vencido, é necessário fazer a troca. Com relação ao tempo para uma nova consulta, a assessoria de imprensa do Poder Executivo afirmou que varia de 30 a 60 dias, dependendo da Unidade de Saúde.
 
O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em plenário, durante a sessão ordinária da próxima quinta-feira (2).
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018