28/06/2018 às 16h28min - Atualizada em 28/06/2018 às 16h28min

Por falta de UTI, hospital coloca bebê em caixa de papelão em Santa Bárbara

Amanda Sabino - amanda@portalatualidade.com.br
Foto: Arquivo Pessoal
Na madrugada desta quinta-feira (28), uma bebê de um mês de vida foi colocada numa caixa de papelão improvisada para receber oxigênio no Hospital Municipal “Dr. Afonso Ramos”, em Santa Bárbara d’Oeste. Segundo a família, a ação dos médicos foi necessária em decorrência da inexistência de UTI Neonatal/Pediátrica e salvou a vida da menina Alice, que foi transferida às pressas para o Hospital Estadual de Sumaré (HES).
 
De acordo com a autônoma Vanilda Tiyoko, tia da criança, a bebê engasgou com leite materno e foi levada para o Hospital Afonso Ramos com falta de ar. “Ela engasgou com o leite e o leite foi para o pulmão, por isso ela precisava receber oxigênio. Mas, como não havia incubadora no hospital, que não tem UTI para crianças, os médicos precisaram improvisar uma caixa de papelão para colocar ela dentro e fornecer o oxigênio necessário”, contou.
 
A tia da criança frisou, ainda, que a família é grata aos médicos e à equipe hospitalar que improvisou e salvou a vida da menina. “Nossa indignação não é com os médicos e enfermeiros do hospital. Eles fizeram o que podiam e, mesmo improvisando, salvaram a vida da Alice. Nossa revolta é com o fato de não existir uma UTI pediátrica em nossa cidade”, disse. “É um grito de socorro, um alerta para as autoridades de nosso município, para que outras mães e outras crianças não passem mais por essa situação em Santa Bárbara”, completou Vanilda.
 
Alice foi transferida às pressas para o Hospital Estadual de Sumaré com quadro de pneumonia, onde permanece internada. O Portal Atualidade entrou em contato com a assessoria de imprensa do HES para saber o estado de saúde da criança e obteve a informação de que o hospital "não fornece boletins médicos de crianças sem autorização escrita dos pais ou responsáveis".


Questionada sobre o assunto, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste informou em nota que "a Secretaria da Saúde de Santa Bárbara d'Oeste enaltece o trabalho da equipe de profissionais do Pronto Socorro "Dr. Afonso Ramos", frente ao atendimento prestado à bebê, que necessitava de tratamento intensivo em pediatria. Diante do quadro e vendo a necessidade de oxigenação limitada da paciente, montou-se um sistema de Tenda de Oxigênio, improvisado, que prestou pleno atendimento à bebê, suprindo sua necessidade e permitindo sua sobrevida até que a vaga no hospital de referência fosse liberada. Vale ressaltar que a não utilização desta manobra, bem pensada pela equipe, poderia incorrer em agravo ou até mesmo à morte da bebê, que foi transferida para UTI do Hospital Estadual de Sumaré e com quadro estabilizado. A pasta ressalta o agradecimento da mãe da bebê, que em contato com a Secretaria de Saúde, reconheceu o atendimento prestado pelos profissionais, sem o qual não teria a possibilidade de manter sua filha viva até a transferência".
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018