12/04/2018 às 11h29min - Atualizada em 12/04/2018 às 11h29min

Polícia Federal realiza operação em Hortolândia e Paulínia contra fraudes na Previdência

Amanda Sabino - amanda@portalatualidade.com.br
Foto: Notícias de Hortolândia
 A Polícia Federal e auditores fiscais da Receita Federal realizam nesta quinta-feira (12) a Operação Papel Fantasma e cumprem 20 mandados de prisão temporária fraudes envolvendo a aplicação de recursos de Institutos de Previdência Municipais em fundos de investimento. Na região, os municípios investigados são Paulínia e Hortolândia. 

Os agentes da PF e auditores da Receita Federal estão nas sedes do HortoPrev e PauliPrev nesta quinta-feira para execução da segunda fase da Operação Papel Fantasma, que conta com o apoio da Secretaria de Previdência (SPREV), e identificou 28 Institutos de Previdência Municipais que investiram em fundos que adquiriram os papéis, denominados debêndures, sem lastro, ultrapassando R$ 1,3 bilhão. 

De acordo com informações da Polícia Federal, há o envolvimento de uma empresa de consultoria contratada pelos institutos e elementos que apontam para corrupção de servidores ligados a alguns Institutos de Previdência.

Se comprovada participação no esquema de fraude, os investigados responderão por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, fraude à licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. A punição é de 2 a 12 anos de detenção.

Procurada pelo Portal Atualidade, o PauliPrev, por meio da assessoria de imprensa, informou que a operação ainda está em andamento e assim que possível enviará mais informações sobre o assunto. 

O HortoPrev, por meio da assessoria de imprensa da prefeitura, informou que "a
 Prefeitura de Hortolândia e o Hortoprev (Instituto de Previdência Municipal) informam que estão à disposição da Polícia Federal para as investigações em andamento sobre fundos de investimentos onde a autarquia possui recursos aplicados. 
A Administração e o Hortoprev ressaltam que não se trata de investigação direcionada especificamente ao município de Hortolândia. A ação ocorre também em diversas outras cidades onde há órgãos investidores nestes fundos. O Hortoprev informa ainda que é o principal interessado em colaborar com a investigação. O Instituto forneceu documentos que serão analisados pela PF e se colocou à disposição para informações complementares que sejam necessárias. A Prefeitura e o Hortoprev destacam que os recursos previdenciários sob a gestão do Hortoprev, vinculados aos servidores municipais, estão preservados, dentro da política de planejamento, responsabilidade e transparência do Hortoprev", informou a nota.

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018