07/04/2018 às 15h26min - Atualizada em 07/04/2018 às 15h26min

Cartaz com 'Lula Inocente' é retirado pela Gama em Americana

- redacao@portalatualidade.com.br
Redação
Foto: Gama/Divulgação
Um ato de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aconteceu neste manhã em Americana, mas acabou sendo interrompido pela Gama (Guarda Municipal de Americana).

De acordo com a justificativa da Gama, a placa foi retirada por volta de 07h20 por "contaminar o visual da cidade".

 

CASO LULA
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC após fazer discurso neste sábado (7) na rua em frente ao edifício. Lula entrou pela porta principal e carregado pelos manifestantes.

A entrada do prédio precisou ser fechada, porque as pessoas que estavam na rua tentaram invadir o edifício. Um mulher passou mal

A expectativa é de que Lula deixe o prédio pelo subsolo e por uma saída lateral.

No piso térreo do prédio, os militantes gritaram "não se entrega" quando Lula passou. Muitas pessoas estão emocionadas e chorando.

A ex-presidente Dilma Rousseff também entrou no prédio após seu discurso, mas por uma entrada lateral.

MANIFESTAÇÕES EM AMERICANA E SANTA BÁRBARA
O Manifesto “Vem Pra Rua - Ou você VAI, ou ele VOLTA” realizado em todo o país na terça-feira (03), reuniu aproximadamente 300 pessoas nas cidades de Americana e Santa Bárbara d’Oeste.  
 
As manifestações, que tinham como objetivo levar os cidadãos às ruas para protestarem a favor da condenação de Luiz Inácio Lula da Silva na véspera do Supremo Tribunal Federal (STF) decidir sobre o futuro do ex-presidente, foram organizadas pelo Movimento Brasil Livre (MBL).

Segundo um dos organizadores do protesto realizado em Americana, Gabriel Menossi, aproximadamente 250 americanenses se reuniram em frente ao Paço Municipal, localizado na Avenida Brasil, com faixas e bonecos de Lula com roupa de presidiário para protestar.
 
"Fizemos nossa parte e viemos às ruas, mesmo com tempo de chuva, para mostrar nosso descontentamento com a impunidade, o povo não aguenta mais. Queremos o maior ladrão de todos na cadeia. A lei é igual para todos e ninguém está acima dela", disse Menossi.
 
Já em Santa Bárbara, a manifestação aconteceu na Avenida Santa Bárbara (próximo ao Tivoli Shopping) e, de acordo com o organizador da manifestação na cidade, Valmir Hedlund, contou com a presença de cerca de 50 pessoas, que levaram bandeiras do Brasil, lanternas e se vestiram de verde e amarelo.    


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018