23/02/2018 às 10h45min - Atualizada em 23/02/2018 às 10h45min

Cactos e suculentas necessitam de cuidados especiais em casa

Paisagista dá 5 dicas para prolongar o tempo de vida dessas espécies

Amanda Sabino
Foto: Divulgação

As suculentas e cactos estão “na moda” e são tendência em decoração de interiores. O grande problema é que a maioria dessas plantas morre em um curto espaço de tempo após ser adquirida, em função da falta de conhecimento das pessoas sobre os cuidados necessários com essas espécies.

 

O paisagista e professor de jardinagem Fagner Zanetti conta que muitos clientes o procuram com dúvidas sobre como fazer com que as suculentas “vivam mais”. Com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas em relação ao assunto, ele lista cinco dicas de ouro sobre o cultivo de cachões e suculentas. Confira: 

 

1 - Como a grande maioria dessas espécies são de origem desértica, é necessário cultivá-las num solo bem leve, poroso e drenável. Por isso, deve-se misturar o substrato junto com a areia grossa para obter uma terra ideal.

 

2 - As plantas de sol forte, como são popularmente conhecidas, necessitam muito de cálcio. Uma dica valiosa é bater cascas de ovo no liquidificador e jogar por cima da terra. Húmus de minhoca também é um excelente fornecedor de cálcio para essas espécies.

 

3 - Os cactos e suculentas só devem ser regados caso a terra esteja bem seca, tanto na superfície quando em seu interior. Para saber se o solo está seco basta colocar o dedo até o fundo do vaso e sentir a umidade. Vale lembrar que a terra jamais deve ficar encharcada, por isso a dica é colocar pouca água. 

 

4 - O ideal é que os vasos fiquem em locais onde há bastante sol. As suculentas de cores mais escuras até podem ficar dentro de casa, mas devem ser colocadas para tomar sol em ambientes externos, como sacadas ou janelas, por exemplo, ao menos três vezes por semana. 

 

5 - O vaso que abrigará as suculentas ou cactos deve conter cacos de telha ou argila expandida no fundo. Além disso, precisa ter furos na parte de baixo (fundo) para que a sobra de água seja drenada e, consequentemente, o substrato permaneça seco. 

Não é indicado plantar essas espécies em cachepô e vasos sem furos, uma vez que a água acumulada faz a raiz apodrecer e mata a planta. 

 

Por fim, o paisagista explica como qualquer pessoa que tem plantas dessas espécies podem fazer mudas em casa. “Fazer mudas de suculentas é bem simples, porém poucas pessoas conhecem como executar essa técnica. Primeiro você deve tirar uma folha da planta que deseja gerar mudas. Em seguida, misture duas partes de areia e uma de húmus e coloque a folha por cima, sem enterrar. Seguindo esses passos, em aproximadamente uma semana as raizes da muda já começam a aparecer, aí é só utilizar as dicas sobre os cuidados para fazê-la se desenvolver”, frisa. 

 

Os produtos, vasos, insumos e plantas dessas espécies podem ser adquiridos no Gnu & Zanetti Paisagismo. Mais informações podem ser obtidas pelo celular/WhatsApp (19) 98198-3837.

 

Sobre Zanetti 

Com mais de uma década de experiência na área de jardinagem e paisagismo, Fagner Zanetti já capacitou diversos jardineiros pelo país, além de dar palestras, workshop se oficinas infantis que ensinam técnicas de jardinagem e conceitos de sustentabilidade. 

 

Recentemente, o profissional lançou o livro “A Horta da Lelê”, editado pela Editora Adonis e inspirado em sua filha Letícia. A narrativa se passa em torno de um pai e uma filha que passeiam pelo Jardim Botânico e têm uma grande ideia sobre como preservar o ambiente e, ao mesmo tempo, se alimentar de um modo saudável. 

 

O livro custa R$ 20,00 e pode ser adquirido por meio do site www.gostinhodeleitura.com.br/livro/a-horta-da-lele-355


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018