27/01/2018 às 20h13min - Atualizada em 27/01/2018 às 20h13min

Dono de loja demite funcionário flagrado agredindo cachorra em Americana; veja o vídeo

Cristiane Caldeira - cristiane.caldeira@portalatualidade.com.br
Redação
Foto: ONG Animais Têm Voz
O proprietário de uma loja de sucatas de informática no Centro de Americana demitiu um de seus funcionários, flagrado por imagens de uma pessoa que o viu agredindo uma cadela que faz a guarda do estabelecimento. Além de perder o emprego, o agressor será denunciado por maus-tratos.

O vídeo com a denúncia de maus-tratos foi encaminhado ontem (27) à ONG (Organização Não Governamental) Animais Têm Voz e mostra o funcionário agredindo a cadela, presa a uma guia, a tapas, na calçada da Rua Floriano Peixoto (veja as imagens no vídeo).

Roberta Dias, voluntária da ONG, esteve hoje de manhã na loja, que fica na Rua Padre Anchieta, acompanhada da equipe do vereador Guilherme Tiosso (PRP), para averiguar as condições em que o animal era mantido.
 
O dono da loja não sabia da agressão à cadela, que segundo os protetores puderam verificar, é bem tratada e mostra carinho pelo dono. Ele viu as imagens e mostrou-se indignado. O dono da loja ex- explicou aos voluntário que a cadela, que fica nos fundos do estabelecimento, estava agitada e por isso pediu para que o funcionário a levasse para passear.

CUIDADOS

Segundo Roberta, a cadela é bem cuidada. É mantida em local limpo, com casinha e coberta, água, ração de boa qualidade, e mostrou carinho pelo dono, por este motivo ela foi mantida sob sua tutela. 

No momento em que os protetores estiveram na loja, o dono demitiu o funcionário e se dispôs a prestar todas as informações necessárias para a elaboração do boletim de ocorrência, que será registrado pela ONG na segunda-feira.

Pelo crime de maus-tratos, caso seja instaurado inquérito policial, o agressor poderá pagar multa de R$ 3 mil, conforme determina a nova Lei do Estatuto de Proteção Animal. A pena para este crime é de três meses a um ano de prisão.




Roberta pede para que as pessoas que presenciarem casos de maus-tratos contra animais denunciem. É importante que juntem provas, como vídeos e fotos, e procurem as entidades de proteção e defesa animal, que irão tomar as medidas cabíveis. "Nós temos que acabar com isso. Queremos que as pessoas pensem dez vezes antes de agredir ou fazer qualquer outro tipo de maltrato contra os animais", defendeu.

O Portal Atualidade não conseguiu contato com o dono da loja nem com o funcionário.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018