19/01/2018 às 13h12min - Atualizada em 19/01/2018 às 13h12min

Em meio a corrida por vacinas, clínicas particulares ficam sem doses contra febre amarela na região

Três consultadas pelo Portal Atualidade, duas em Americana e uma em Sumaré, não possuem doses disponíveis

Rodrigo Pereira - rodrigo.pereira@portalatualidade.com.br
Redação
Em unidades municipais de saúde, filas por vacinas têm se formado já de madrugada. Foto: André Borges | Agência Brasília

Em meio a uma corrida a postos de saúde de redes municipais por vacinas contra a febre amarela, clínicas particulares da região também já estão sem estoque. Três consultadas pelo Portal Atualidade - duas em Americana e uma em Sumaré - não possuíam doses. Em duas delas a previsão é que um novo lote só chegue em março e em uma não há previsão.

Em Americana, a Vacinar disse que não poderia estimar quando receberá mais vacinas. O valor cobrado nas doses, antes que o estoque acabasse, era de R$ 150, mas o valor não foi garantido para a próxima remessa.  

Também na cidade, a Ciame comunicou que deve receber doses em março. Na clínica, o lote anterior acabou há cerca de 15 dias e estava custando R$ 220.

Já em Sumaré, na Imunokids, a estimativa é de que a reposição também ocorra em março. O valor praticado era de R$ 180. “Por causa do surto, acabou tudo em uma semana. Acabou (todo o estoque) antes de ontem”, informou a atendente da unidade.  

REDE MUNICIPAL

Como o Portal Atualidade mostrou ontem (18), em unidades municipais de saúde de Americana, as filas pela vacinação contra a febre amarela têm começado a se formar de madrugada e, em uma delas, antes das 5h já havia sido atingido o limite de pessoas que teriam direito a senhas (são 100 por dia). Houve relatos de espera de até quatro horas e meia.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018