04/01/2018 às 15h01min - Atualizada em 04/01/2018 às 15h01min

Pedido de aumento na tarifa de ônibus em Americana é questionado

Vereador diz que serviço é “ruim e pouco eficiente” e que o reajuste solicitado é mais que três vezes maior que a inflação acumulada

Rodrigo Pereira
Redação
Foto: Divulgação
O vereador Marschelo Meche (PSDB) protocolou na Câmara de Americana dois requerimentos em que pede informações à prefeitura sobre um pedido de aumento nas tarifas de ônibus feito pela VPT (Viação Princesa Tecelã) e o cumprimento do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado entre a prefeitura e as empresas permissionárias de transporte público da cidade. Nos documentos, ele diz que o serviço é “ruim e pouco eficiente” e que um possível aumento de R$ 3,50 para R$ 4,67, o que representa um percentual de alta de 33,42%, seria mais que três vezes maior que o índice acumulado de inflação de 2016 (6,29%) e 2017 (3,3%).

“Esse reajuste para R$ 4,67 é muito superior aos preços praticados na nossa região, sendo que a prefeitura já concedeu aumento em janeiro de 2016. De lá pra cá a inflação não chegou nem a metade do que querem aumentar agora, sendo que a população nota sensível piora nos serviços de transporte da nossa cidade”, aponta.

“Há muitos pontos de ônibus sem coberturas e estrutura adequada para pessoas com deficiência física, mudanças de horários em linhas, locais nos quais o acesso ao transporte público é dificultado pela falta de veículos, entre outras. Numa acepção geral, o transporte público é considerado ruim e pouco eficiente. As passagens estão cada vez mais caras e os veículos em condições ruins, além do grande tempo de espera nos pontos de ônibus”.
Já no segundo requerimento, o vereador pede informações sobre o TAC firmado em junho de 2016 em que a prefeitura se comprometeu a conceder aumento na tarifa em função de contrapartidas por parte das empresas de ônibus, como regularização fiscal e renovação da frota. Os documentos devem ser votados no dia 25.
 
IMPASSE
Em novembro do ano passado, a prefeitura anunciou o rompimento contratual com a VPT alegando descumprimento de cláusulas contratuais. A empresa continua à frente do serviço, no entanto, até que seja julgada uma ação que trata do caso. Ontem, o Executivo informou ao Portal Atualidade que entre os motivos que geraram um processo de caducidade, constatados principalmente do primeiro semestre de 2017, estão débitos fiscais com o município e com a União, qualidade de veículos, periodicidade e pontualidade. "Além disso, segurança de alguns veículos, pontos de ônibus deteriorados – que são de responsabilidades da empresa e veículos rodando sem a presença do cobrador.  Veículos sem lacre na catraca e ônibus com horários cortados, também foram apresentados no processo", apontou.

Em relação ao pedido de reajuste, o Executivo apontou que "será avaliado dentro dos critérios que levam interesse do munícipe, levando em conta qualidade, viabilidade econômica e, sobretudo, o interesse público".

A VPT argumenta que o reajuste não ocorreu anualmente como previsto no contrato de concessão, o que vem gerando inúmeros prejuízos para a empresa, por isso a necessidade do aumento solicitado.

Sobre os atrasos e esperas, a concessionária comunicou que prepara um projeto para radializar todas linhas do transporte público de Americana e que, com isso, a oferta de ônibus irá aumentar e o tempo de espera reduzir "drasticamente". "A radialização consiste em fazer com que um ônibus circule do início da linha até o terminal e outro do terminal até o ponto final. Isso evita que um mesmo veículo atravesse toda a cidade para cumprir a linha. Assim que esse projeto for colocado em prática, todos os usuários precisarão utilizar o cartão de passe para realizar a integração sem custo adicional", acrescentou. A viação também anunciou recentemente um projeto de modernização da frota.

Quanto às outras reclamações, a empresa ressaltou que mantém canais de atendimentos aos usuários pelo e-mail
sac.vpt@princesatecela.com, no telefone (19) 3468-3868 ou ainda pelo WhatsApp (19) 97160-5358. Para que a situação relatada seja verificada é importante ressaltar que o passageiro precisa informar a linha, número do ônibus e horário da ocorrência.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018