23/10/2017 às 19h22min - Atualizada em 23/10/2017 às 19h22min

​Recordista de maior pêndulo humano anuncia aposentadoria após salto em Hortolândia

Cristiane Caldeira
Redação
Foto: Alan Voador
O tetra recordista brasileiro de maior Rope Jump (pêndulo humano), Alan Ferreira Mahseregian, 43, anunciou a aposentadoria após a quebra do próprio recorde mundial da modalidade ontem (22), em Hortolândia. O salto coletivo realizado ontem na ponte estaiada hortolandense reuniu 245 praticantes do esporte radical. O recorde anterior tinha sido quebrado por ele mesmo ano passado, no mesmo local, com 149 participantes.

Alan Voador, como é conhecido, é empresário e tem mais de 20 anos de experiência em esporte radical, que pratica por hobby. Além dos recordes no Rope Jump - modalidade que ele mesmo criou nos anos 1990 - ele também é conhecido por ter feito o maior arco olímpico suspenso, com 120 pessoas, em julho do ano passado, no Viaduto do Metrô Sumaré, em São Paulo e, recentemente, em 30 de julho, o maior "churrasco suspenso", com 102 praticantes de rapel sentados em uma mesa ancorada na Ponte do Esqueleto, em Limeira. Todos esses recordes foram homologados pelo RankBrasil, entidade que registra os recordes brasileiros.
Mahseregian diz que pratica os desafios por hobby mas que o nível de aventura está "muito alto". "Tá numa grandeza de recordes mundiais e eu não sei até onde pode ir essa loucura. Já avisei a galera. Já estou fazendo recordes desde o ano 2000. Estou parando mesmo, não pretendo fazer mais nada", declarou ao Portal Atualidade.

Além do alto nível de risco da quebra de recordes nesta modalidade existe também, segundo ele, o fator financeiro. Segundo o empresário, um evento como o realizado ontem em Hortolândia demanda cerca de R$ 300 mil em investimentos.

 

HORTOLÂNDIA
A quebra de recorde de maior Rope Jump ontem em Hortolândia reuniu saltadores de várias cidades do Estado, do Rio de Janeiro e de Santa Catarina. Nesta modalidade, segundo ele, o Brasil lidera com folga. O único salto coletivo de que se tem conhecimento foi registrado na Rússia, com 135 saltadores. O empresário admite que daria para colocar mais 50 pessoas no salto em uma eventual nova tentativa, mas acredita que não há possibilidade de a marca de 250 ser superada no mundo.

Após anunciar a aposentadoria, o próximo passo de Mahseregian é dar entrada no pedido para registro dos quatro recordes já homologados pelo RankBrasil no Guinness Book, provavelmente no ano que vem.
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018