27/09/2017 às 10h41min - Atualizada em 27/09/2017 às 10h41min

​Setembro Verde volta à discussão em plenário da Câmara Municipal de S.Bárbara

Fernanda Nastrini
Redação
Reprodução/Facebook
Por unanimidade os vereadores derrubaram o parecer contrário da Comissão de Justiça e Redação, ao projeto de lei que propõe a inclusão da Campanha Setembro Verde, no calendário de eventos de Santa Bárbara d’ Oeste.

A propositura apresentada pelo vereador Celso Ávila, do PV, visa gerar visibilidade à causa da pessoa com deficiência. O mês foi escolhido em razão do dia 21 ser o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Já a escolha da cor verde se deve pelo fato dela simbolizar esperança e renascimento. Com a rejeição do parecer, o projeto volta a tramitar nas demais comissões e pode ser apreciado em plenário quanto ao mérito do tema tratado.

O Setembro Verde, tem por objetivo conscientizar a família, a sociedade e o Estado sobre a importância da inclusão social da pessoa com deficiência, promover a informação e difusão dos direitos das pessoas com deficiência, divulgar avanços, conquistas e boas práticas de políticas públicas relacionadas às pessoas com portadoras de deficiência.

“Fui procurado a quase 20 dias pela diretoria da APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, de Santa Bárbara que solicitou a apresentação do projeto Setembro Verde, que visa aproximar pessoas com deficiências atendidas nas diversas instituições da sociedade e incluindo elas em ambientes externos nas instituições à quais pertencem. O setembro Verde é um mês de reflexão na questão da inclusão da pessoas com deficiência e também de trabalhar a questão da acessibilidades. Muitas APAEs já aderiram à campanha e realizam diversas atividades”, explicou Ávila.

Durante todo o mês de setembro serão realizadas diversa atividades alusiva a data, como: palestras e eventos, divulgação de boas práticas de inclusão social da pessoa com deficiência em diversas mídias, realização de encontros e identificação de desafios à plena inclusão social da pessoa com deficiência.
Quanto a iluminação ou decoração de espaços caberá ao poder público escolher os prédio que usarão a cor verde.

Entendemos ser de suma importância à fixação de um período do ano em que a sociedade se dedicará com mais afinco e entusiasmo a discutir questões relacionada à inclusão social da pessoa com deficiência, contribuindo fortemente para que possamos alcançar, com maior rapidez, a plena inclusão social. Tal cenário permitirá a essas pessoas participar da construção de uma sociedade mais livre, justa e solidária, em igualdade de condições com os demais cidadãos”, finalizou o vereador.

O projeto segue agora para as demais Comissões Permanentes e deverá voltar a discussão em plenário.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018