11/09/2017 às 18h54min - Atualizada em 11/09/2017 às 18h54min

​Corpo do radialista Valdir Moreira é enterrado no Cemitério da Saudade, em Americana

Fernanda Nastrini
Redação
Familiares, amigos, colegas da imprensa, políticos, PM, Gama estiveram nesta manhã no Velório da Saudade, em Americana para dar o último adeus ao grandioso radialista Valdir Moreira, 47 atual diretor de jornalismo da Rádio Azul. O sepultamento ocorreu às 14h, no cemitério da Saudade. No próximo dia 30 completaria 48 anos.

Ferrugem, Língua de Fogo, Valdirzinho como era carinhosamente chamado pelos colegas de profissão, foi encontrado morto em seu apartamento, no início da tarde deste domingo, dia 10 pela sua única filha Monique. 

Valdir iniciou sua carreira na década de 80 na Rádio Notícias, com o também renomado Flávio Barbosa e atuou por vários anos no Jornal O Liberal. Admirado por todos, Valdir fazia coberturas jornalísticas nas Câmaras Municipais, Prefeituras da região, prestação de serviços, esportes, eventos em geral. Também Bacharel em Direito, era muito conhecido como repórter policial e bastante respeitado pelos colegas, por sua ética profissional, disposição e solidariedade. Divorciado, deixa a filha Monique.

A equipe do Portal Atualidade se solidariza com a dor da família.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018