14/08/2017 às 19h37min - Atualizada em 14/08/2017 às 19h37min

“Ação Integrada de Combate às Queimadas” acontece na região do Parque Gramado com foco na Educação Ambiental

Prefeitura/Americana
A Prefeitura de Americana iniciou a “Ação Integrada de Combate às Queimadas”, por meio do projeto “Sou responsável pelo local que vivo e convivo”, envolvendo as secretarias de Meio Ambiente, Obras e Serviços Urbanos, Saúde, Educação, Habitação, Defesa Civil, Planejamento e Gama (Guarda Municipal de Americana).

A Unidade de Educação Ambiental e Planejamento da Secretaria de Meio Ambiente inicia nesta terça-feira (15) a campanha de Educação Ambiental de combate às queimadas na Área de Planejamento 6, que compreende a região do Parque Gramado, que teve a maior incidência de queimadas no município neste ano. Os trabalhos começam com os alunos da EMEF Florestan Fernandes do bairro Morada do Sol, com o objetivo de envolver a população na preservação ambiental, limpeza da cidade e no combate às queimadas, mas serão realizados em todos os bairros desta área, com visitas aos comércios, escolas, comunidades religiosas e distribuição de cartazes educativos sobre a campanha.

De acordo com a representante da Unidade de Educação Ambiental e Planejamento e interlocutora do Programa Município VerdeAzul, Kátia Birke, a campanha de Educação Ambiental tem previsão de duração de quatro meses nesta área de planejamento, que é formada pelos bairros: Balsa, São Jerônimo, Jardim Bazanelli, Jardim da Balsa ll, Jardim da Paz, Jardim das Orquídeas, Jardim Dona Rosa, Mario Covas I, II e III, Jardim Novo Horizonte, Jardim São Roque, Morada do Sol, Parque das Nações, Parque Residencial São Jerônimo, Parque Gramado, Parque da Liberdade.

“Todo esse trabalho conjunto das secretarias visa diminuir drasticamente o número de incidências de queimadas na área. Todos os alunos serão orientados quanto aos maléficos da queimada para a saúde e para o meio ambiente”, destacou Kátia. Também serão abordados outros temas, como o descarte irregular de resíduos, coleta seletiva, consumo consciente, reaproveitamento de materiais e reutilização.

Na sexta-feira, a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos (SOSU) iniciou um mutirão de limpeza nesta mesma região como parte da “Ação Integrada de Combate às Queimadas”. As equipes da Prefeitura, utilizando máquinas e caminhões, estão percorrendo as áreas públicas, entre outros locais, para o recolhimento de materiais inservíveis, entulho e lixo.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Odair Dias, destacou a importância do trabalho de conscientização. “Essa campanha vai envolver alunos de cinco escolas estaduais, 14 municipais, quatro escolas particulares e assistenciais e 16 entidades religiosas, além da população no entorno das áreas com maior incidência de queimadas”, informou. “Será um trabalho intensivo de conscientização com o objetivo de mudar esses números, diminuindo a incidência de queimadas nesta área”, complementou.

Denúncias
Durante a campanha de Educação Ambiental, a população e os alunos serão convidados a participarem assiduamente das ações denunciando descartes irregulares e queimadas.           Denúncias podem ser feitas por meio do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão), no telefone (19) 3475-9024, na Unidade de Limpeza Pública, no telefone (19) 3405-9444, na Secretaria de Meio Ambiente, no 3471-7770, no GPA (Grupo de Proteção Ambiental), nos telefones 153 e (19) 3407-0513. As denúncias podem ser feitas, inclusive, por meio de fotografia, com multa aplicada ao proprietário do veículo flagrado fazendo o descarte.
As infrações referentes a queimadas são passíveis de multa no valor R$667,77 e de descarte irregular o valor é de R$ 948,08.

Diagnóstico
Após a realização de um diagnóstico sobre a incidência de queimadas na cidade, apontando 94 focos de queimadas registrados de janeiro a maio deste ano, foi elaborado um relatório identificando os locais por área de planejamento. O mapa foi elaborado pela Secretaria de Planejamento a partir dos dados do INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e das ocorrências de queimadas lavradas em boletim de ocorrência pelo Grupo de Proteção Ambiental - GPA. 
Para o período de 01/01/2017 a 31/05/2017, com base nas informações obtidas no INPE, foi observado que o satélite do INPE registrou sete ocorrências de queimadas em Americana. Já o Grupo de Proteção Ambiental – GPA registrou para o mesmo período 94 focos de queimadas, sendo 22 na Área de Planejamento 6.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018