30/06/2017 às 08h25min - Atualizada em 30/06/2017 às 08h25min

Problemas da rede pública de saúde de Americana são discutidos durante sessão da Câmara

O clima esquentou quando o Secretário disse ao Vereador W. Rezende que o que ele tem feito pela saúde em nada contribui.

Redação
Divulgação/Internet
O secretário de Saúde de Americana, Nilton Lobo, participou nesta quinta-feira (29) da sessão ordinária da Câmara Municipal de Americana para tratar de assuntos relacionados à gestão da saúde no município. O titular da pasta foi convidado pelos vereadores para prestar esclarecimentos referentes às ações da secretaria. Também participou o diretor da Fundação de Saúde de Americana (Fusame), Humberto Mizael Ribon.
 
Durante o debate, Lobo falou sobre as dificuldades enfrentadas pela rede pública municipal de saúde, como a falta de médicos, a demora no atendimento de consultas e o fechamento de unidades de saúde. “Oitenta médicos concursados com estabilidade pediram demissão depois que a Administração começou a cobrar que eles cumprissem seus horários”, disse.
 
Os vereadores apresentaram ainda questionamentos sobre pontos como serviços terceirizados prestados no Hospital Municipal e a contratação de OS (Organização Social) para suprir a demanda de profissionais. “Não temos intenção de fechar unidades por fechar. O que aconteceu foi uma política desastrada da gestão anterior de abrir uma série de unidades sem recurso e material humano para mantê-las. Não nos furtamos de admitir erros que possamos ter cometido, mas pedimos a compreensão de todos pois a questão da saúde é um problema na maioria das cidades brasileiras, e estamos trabalhando diariamente”, concluiu o secretário.

O clima ficou pesado quando o Secretário disse ao Vereador Wellignton Rezende, que ir ao Hospital e ficar fazendo vídeo em nada contribui com a saúde. O Vereador por sua vez retrucou e disse que fiscalizar é seu dever e seu direito, a discussão teve que ser mediada pelo Presidente Ondas.

O Vereador W. Rezende postou em sua rede social o caso de um paciente que esperava por uma cirurgia e gritava de dores no leito do hospital.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018