21/06/2017 às 14h41min - Atualizada em 21/06/2017 às 14h41min

Varejo mantém ritmo de melhora em maio

Apesar de saldo negativo, houve diminuição na perda de vagas na comparação com o ano passado

Redação
Divulgação/Internet
Em maio, o comércio varejista dos municípios da base do Sincomercio (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d'Oeste) manteve a tendência na retomada do emprego, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério do Trabalho. Ainda que, para o mês, o saldo de vagas formais na região tenha sido negativo (–25), os números são melhores que os registrados em maio de 2016 (–65).
 
Segundo a assessora econômica do Sincomercio, Caroline Miranda Brandão, a queda em relação a abril – quando o saldo de empregos foi positivo – já era esperada em função dos recentes fatos políticos. "Sempre que há alguma denúncia grave envolvendo o alto escalão da política nacional, a tendência é de cautela por parte do mercado econômico", explica Caroline, referindo-se, principalmente, às acusações contra o presidente Michel Temer.
 
Por outro lado, os números, ainda que negativos, vêm mantendo uma tendência de melhora na comparação com o ano anterior. "Se compararmos com maio de 2016, o saldo de empregos no varejo regional teve uma evolução, o que nos deixa otimistas para que o quadro siga se desenvolvendo positivamente nos próximos meses", prevê Caroline.
 
Por município
Considerando os três municípios da base do Sincomercio, Nova Odessa foi o único que teve saldo positivo em maio, abrindo mais vagas do que fechando (25). Destaque para o setor de supermercados (13). Santa Bárbara manteve-se estável em relação a maio de 2016, fechando os mesmos 31 postos formais de trabalho. Já Americana teve saldo negativo de 19 vagas em maio de 2017, resultado melhor que o obtido no mesmo mês do ano anterior (–30).
 
Outros setores
Na soma de todos os setores divulgados pelo Ministério do Trabalho, Americana e Nova Odessa tiveram saldo positivo de 127 e 183 postos de trabalho em maio de 2017, respectivamente, puxados principalmente pela indústria de transformação. Já Santa Bárbara d'Oeste encerrou 235 vagas formais no último mês, tendo como principal "vilão" o setor de serviços que, sozinho, fechou 156 postos.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018