12/06/2017 às 12h39min - Atualizada em 12/06/2017 às 12h39min

Comitês e Agência PCJ investem mais de 8 milhões em obras de esgotamento sanitário e combate às perdas

Redação
Internet

Mais de R$ 8 milhões serão investidos em obras de esgotamento sanitário e combate às perdas de água pelos Comitês PCJ e Agência PCJ. A assinatura de contratos será nesta segunda-feira (12), às 15h, no gabinete do prefeito de Piracicaba e presidente dos Comitês PCJ, Barjas Negri.
 
Os recursos serão investidos em seis obras de tratamento de esgoto e combate às perdas de água nos sistemas de abastecimento de cinco municípios das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, sendo Amparo, Artur Nogueira, Bom Jesus dos Perdões, Ipeúna e Nova Odessa.
 
Os recursos a fundo perdido são provenientes da cobrança pelo uso da água nas Bacias PCJ (Cobrança PCJ Federal). Os tomadores dos recursos dos cinco municípios se comprometeram com contrapartidas que somam aproximadamente R$ 1 milhão.
 
“Os investimentos são fundamentais. Precisamos oferecer condições a todos os municípios, suporte financeiro e estrutural para que as obras necessárias e os projetos sejam executados a fim de que os cidadãos tenham acesso aos serviços básicos mais essenciais. Também precisamos investir em profissionalização e treinamento melhorando o atendimento dos setores de saneamento e a estrutura como um todo”, ressaltou Barjas Negri.
 
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto - Saneamento Ambiental de Amparo receberá recursos de R$ 1,2 milhões para a implantação de duas ações de combate a perda de água, com prazo previsto de execução de 12 meses.
 
O Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira (SAEAN) receberá R$ 1,2 milhões para concluir o sistema de tratamento de esgoto do município, com a instalação do coletor principal e emissário. Em Bom Jesus dos Perdões, a Prefeitura deverá Implantar o projeto de combate às perdas de água no sistema de abastecimento, orçado em aproximadamente R$ 3,9 milhões. Em Ipeúna, o projeto da Prefeitura, estimado em R$ 180 mil, também é para controle de perdas de água no sistema de abastecimento. A Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa (Coden) deverá implantar um processo de fabricação de composto orgânico, a partir do lodo de esgoto gerado pela Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Quilombo. A obra está orçada em R$ 2,3 milhões e o cronograma de execução é de seis meses.

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018