22/09/2021 às 15h27min - Atualizada em 22/09/2021 às 15h27min

Moradora de Americana está internada com suspeita da "doença da urina preta"

José Cruz/Agência Brasil
Uma moradora de Americana, de 31 anos, está internada em um hospital particular da cidade com suspeita de Síndrome de Haff, mais conhecida como “doença da urina preta”. A informação foi confirmada pela Vigilância Epidemiológica, que investiga o caso.



De acordo com o Ministério da Saúde, a Doença de Haff é causada por uma toxina que pode ser encontrada em peixes como o tambaqui, o badejo, a arabaiana ou em crustáceos, como a lagosta, o lagostim e o camarão que não são guardados e acondicionados de maneira adequada.

A Síndrome de Haff apresenta como sintomas rigidez muscular frequentemente associada ao aparecimento de urina escura, que resulta de insuficiência renal. Ela se constitui em um tipo de rabdomiólise, nome dado para designar uma síndrome que gera a destruição de fibras musculares esqueléticas e libera elementos de dentro das fibras - como eletrólitos, mioglobinas e proteínas - no sangue.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o caso de Americana é considerado suspeito e está sob investigação.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018