17/06/2021 às 19h10min - Atualizada em 17/06/2021 às 19h10min

Sistema de saúde de Americana e da região já colapsou, afirma Dr. Daniel

Amanda Sabino
Claudeci Júnior/Câmara de Americana
O sistema de saúde de Americana e das demais cidades da região já entrou em colapso devido à Covid-19. A afirmação é do vereador e médico Dr. Daniel Martins Cardoso (PDT).
 

 
“Infelizmente, o número de contaminados aumentou e o número de pacientes internados em enfermarias e de pacientes internados na UTI Covid mais do que triplicou. O meu medo é que chegue um momento em que morra gente sem a mínima chance de chegar perto de um respirador, de um medicamento ou de um tratamento digno para tentar salvar a sua vida”, explicou o médico.
 
De acordo com Dr. Daniel, que também atende em outras cidades, o problema não é exclusivo de Americana, mas de todas as cidades da região. “No meu ponto de vista, não chegamos nem a terminar a segunda onda e iniciamos uma terceira onda, muito mais catastrófica. Atualmente, o número de pacientes que chegam com queixas gripais e que testam positivo para Covid-19 é alarmante e isso tem preocupado os profissionais da saúde”, disse.
 
Para o médico, a atual situação faz com que os profissionais de saúde fiquem sobrecarregados e, consequentemente, haja uma queda na qualidade do atendimento.
 
Outro ponto crítico levantado pelo profissional são os recordes de óbitos por Covid-19 em todo o país, somados à escassez de profissionais de saúde, de equipamentos e insumos, como respiradores, materiais e medicamentos para intubação e sedação.
 
Apesar do colapso no sistema de saúde, o médico disse ser contra a adoção de medidas mais restritivas, como lockdown. “Lockdown como foi feito, fechando bares e comércios e com as pessoas se aglomerando em chácaras, em festas, viajando, não adianta nada. Pra ser sincero, o maior número de transmissão da doença entre seres humanos não ocorre no ambiente de trabalho ou até mesmo no transporte coletivo, pois nesses locais as pessoas usam máscaras, tomam mais cuidados e se previnem. No meu ponto de vista, a transmissão maior do vírus ocorre quando as pessoas estão no ambiente de lazer, como festas e visitas onde muitos retiram as máscaras e ficam mais expostos. Por isso, não adianta fechar o comércio. Sou a favor da fiscalização em festas e eventos, que são desnecessários neste momento. Mas precisamos investir na conscientização da população”, destacou.

Quadro geral
De acordo com dados da prefeitura, nesta quinta-feira (17) o quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 21.012 casos positivos, sendo 66 internados, 625 óbitos, 723 em isolamento domiciliar, 19.598 recuperados e 134 casos suspeitos aguardando resultados de exames. Além disso, o município contabiliza agora 36.402 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.

Ocupação de leitos
Nesta quinta-feira (17), a taxa geral de ocupação de leitos para Covid-19 no município é de 100% de leitos com respiradores (de 97 no total, 97 estão ocupados) e de 122,2% de leitos sem respiradores (de 99 no total, 121 estão ocupados).

No Hospital Municipal, a taxa é de 100% com respiradores (de 26 no total, 26 ocupados) e de 174,2% sem respiradores (de 35 no total, 61 ocupados); No Hospital São Francisco a taxa é de 100% de leitos com respiradores (de 14 no total, 14 ocupados) e de 100% sem respiradores (de 16 no total, 16 ocupados); no Hospital Unimed a taxa é de 100% de leitos com respiradores (de 40 no total, 40 ocupados) e de 100% de leitos sem respiradores (de 32 no total, 32 ocupados); no Hospital São Lucas, a taxa é de 100% de leitos com respiradores (de 17 no total, 17 ocupados) e de 75% sem respiradores (de 16 no total, 12 estão ocupados). 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018