20/01/2021 às 14h11min - Atualizada em 20/01/2021 às 14h11min

Prefeitos da região querem volta às aulas presenciais em março

Beatriz Costa/Prefeitura de Americana

Os prefeitos das cidades que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC) participaram ontem da primeira reunião do CD-RMC (Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas) de 2021, realizada em Jaguariúna. Durante o encontro, entre outros assuntos, os prefeitos discutiram a volta às aulas presenciais nas redes municipais de ensino da região e elegeram os próximos representantes do CD-RMC.
 

 

Os prefeitos deliberaram sobre a decisão da Câmara Temática de Educação dada ontem (18) e que sugeriu o retorno das aulas presenciais, com a participação de 35% dos alunos em sala, em 1º de março. “É melhor a gente adiar um pouquinho do que antecipar e ter que parar”, argumentou o presidente do Conselho e prefeito de Hortolândia, Ângelo Perugini.

 

Por unanimidade, os chefes do Executivo definiram a indicação do retorno dos profissionais de educação ao trabalho presencial em fevereiro, para serem treinados sobre os protocolos sanitários a serem adotados nas escolas, e o retorno dos alunos do Ensino Fundamental às aulas presenciais em 1º de março, com 35% de ocupação da sala, em esquema de rodízio, com turmas diferentes conforme os dias das semanas. Os demais estudantes do Ensino Fundamental cumprem o calendário escolar com aulas online.

 

“Nós estamos considerando tanto os critérios pedagógicos quanto a saúde pública, e estamos atentos às demandas dos pais e dos profissionais da educação. Nosso maior interesse é de que as crianças não sejam prejudicadas e por isso definimos por unanimidade ter cautela e um retorno gradual a partir de primeiro de março.”, explicou Chico.

 

A indicação será encaminhada ao governo do Estado, endereçada ao secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, que era esperado mas não compareceu ao encontro.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018